Taxa de contágio da Covid-19 volta a crescer no Brasil e indica descontrole


Da CNN
25 de junho de 2020 às 08:21

Um levantamento da CNN apontou que a taxa de contágio da Covid-19 voltou a subir após três semanas seguidas de desaceleração. A conclusão tem como base informações da plataforma Covid-19 Analytics, da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ) e da Fundação Getulio Vargas (FGV).

Trata-se da nona semana consecutiva em que o Brasil apresenta taxa acima de 1, o que indica que a transmissão do novo coronavírus ainda está fora de controle. Na última semana, o índice no país ficou em 1,06 contra 1,05 da semana anterior, de acordo com dados do Imperial College. 

Leia também:

Covid-19: Brasil se torna país com mais recuperados no mundo, diz universidade
São Paulo entra na última semana da campanha de vacinação contra gripe
Correspondente Médico: As pessoas estão perdendo o medo da Covid-19?

A situação é ainda mais crítica em oito estados brasileiros, que têm as maiores taxas de contágio: Roraima, Amapá, Mato Grosso, Goiás, Paraná, Mato Grosso do Sul, Rio de Janeiro e São Paulo, que, na quarta-feira (24), registrou novo recorde de casos da doença em 24h: 9.347 novos contaminados.

Foi a primeira vez que o número de mortos ultrapassou 400 registros em 24 horas no estado de SP. O último recorde diário tinha sido registrado em 17 de junho, com 389 mortes. 

Casos no Brasil

Na quarta-feira (24), o Ministério da Saúde informou a segunda maior confirmação diária de novos casos de Covid-19 desde o início da pandemia no Brasil. Foram registrados 42.725 novos diagnósticos, o que aproximou o total no país de 1,2 milhão de infectados – 1.188.631 casos.

O boletim também traz a confirmação de 1.185 novas mortes pela doença, levando o total de vítimas fatais a 53.830.

Os números informados correspondem aos casos registrados em um período de 24 horas a partir das 16h do dia anterior, independentemente da data em que tenham ocorrido. Das mortes confirmadas hoje, 486 ocorreram nos últimos três dias. O Ministério da Saúde informa que outras 3.904 mortes aguardam resultado de testes laboratoriais para detecção do novo coronavírus.

O governo federal estima que 54,7% dos infectados já tenham se recuperado da Covid-19, o que representa cerca de 650 mil pessoas.

(Edição: Sinara Peixoto)