São Paulo bate recorde e registra 1.021 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas

Máxima anterior foi de 679 óbitos, registrada na última terça-feira (16); dados atualizados representam, em média, uma morte a cada 85 segundos no estado

Rafaela Lara, da CNN, em São Paulo
23 de março de 2021 às 09:37 | Atualizado 23 de março de 2021 às 11:03

O estado de São Paulo registrou 1.021 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas, totalizando 68.623 mortes. O número de óbitos registradas nas últimas 24 horas é recorde desde o início da pandemia e representa, em média, uma morte a cada 85 segundos. 

Foram 20.942 novas infecções pelo coronavírus em todo o estado no mesmo período. Os dados foram divulgados pela Secretaria de Saúde de São Paulo nesta terça-feira (23). No total, são 2.332.043 casos da doença em São Paulo

O último recorde havia acontecido na terça-feira passada (16) quando 679 mortes foram registradas em 24 horas. 

Na última terça, o Brasil registrou 2.841 mortes por Covid-19 - o pior número desde o início da pandemia.

Neste domingo (21), a capital bateu recordes no número de sepultamentos. Foram 373 enterros, maior número desde o início das mortes pela doença.

Desde 17 de março, o estado de São Paulo registra diariamente mais de 3 mil internações diárias. Apenas no domingo, foram 3.445 novas internações. O número é o segundo maior já registrado em um dia; no sábado, dia 20 de março, foi contabilizado o recorde de 3.508 novas hospitalizações.

Equipe médica cuida de pacientes em área de emergência de hospital
Equipe médica cuida de pacientes em área de emergência de hospital
Foto: Diego Vara/Reuters

Apenas em um mês, o número de internações por Covid-19 em São Paulo cresceu 115,3%. Ao menos 16 estados, incluindo São Paulo, e o Distrito Federal já estão com o sistema de saúde em colapso, segundo levantamento da Agência CNN.