América do Sul tem redução consistente nos casos e mortes por Covid-19, diz Opas

À CNN Rádio, o vice-diretor da Opas, Jarbas Barbosa, fez um alerta de que a queda não significa que a pandemia foi controlada

Jarbas Barbosa, médico sanitarista, epidemiologista e diretor-adjunto da Organização Panamericana de Saúde (Opas)
Jarbas Barbosa, médico sanitarista, epidemiologista e diretor-adjunto da Organização Panamericana de Saúde (Opas) Foto: CNN (09.set.2020)

Amanda Garciada CNN*

Ouvir notícia

A América do Sul passou a registrar uma “redução consistente”, desde julho, no número de casos e mortes por Covid-19, de acordo com o vice-diretor da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), Jarbas Barbosa.

Em entrevista à CNN Rádio, ele fez um alerta, no entanto, de que a queda “não significa que a pandemia foi controlada”: “Tivemos outros países, como os Estados Unidos e nações da Europa, que, depois de redução grande acompanhando o início da ampliação da vacinação, tiveram ressurgimento de casos, principalmente associado à variante Delta.”

Jarbas acredita que várias razões fizeram com que os números da pandemia despencassem na América do Sul, como o avanço da imunização – a exemplo do Chile e Uruguai, com 60% da população completamente imunizada.

Mesmo assim, ele reforçou que “de forma nenhuma” se pode relaxar a respeito das medidas sanitárias, como uso de máscaras, evitar aglomerações e ampliar a testagem.

“Quando olha o número de mortes no Brasil, ele ainda é importante, não podemos menosprezá-lo”, comentou.

Outros países em situação semelhante, que passaram a ter crescimento forte, servem como “sinal de que temos que monitorar bem e manter medidas de proteção.”

“A Delta já é predominante no mundo inteiro, com 80% de todos o sequenciamento feito na América do Sul, menos do que América do Norte e Europa, onde o número chega a 99%, mas os especialistas acreditam que pode ser questão de tempo, ainda há incerteza, o melhor é prevenir”, recomendou.

*Com produção de Bel Campos

Mais Recentes da CNN