Aparecido: Vamos priorizar Pfizer para reforço em SP a partir de 15 de setembro

Aplicação da terceira dose da vacina contra Covid-19 começa nesta segunda-feira (6) na cidade, com foco em idosos acima de 90 anos

Tainá FalcãoMarcela RahalProduzido por Juliana Alvesda CNN

São Paulo

Ouvir notícia

A cidade de São Paulo deve priorizar a vacina da Pfizer na aplicação da terceira dose contra Covid-19 a partir de 15 de setembro, quando o Ministério da Saúde enviar as doses, disse o secretário municipal de Saúde, Edson Aparecido, neste domingo (5), em entrevista à CNN.

A partir desta segunda-feira (6), quando a cidade começa a vacinar idosos acima de 90 anos com a terceira dose, as vacinas aplicadas serão as que estiverem disponíveis, afirmou o secretário.

“Nós, neste primeiro momento, a partir de amanhã, utilizaremos as doses que estiverem disponíveis nas nossas unidades, basicamente Pfizer, AstraZeneca e Coronavac – não temos Janssen no momento. A partir do dia 15, quando o ministério disponibilizar as doses de Pfizer, a gente deve priorizar a Pfizer como terceira dose”, disse.

A estratégia vai contra o Ministério da Saúde, que recomendou que a vacina da Pfizer seja aplicada como terceira dose em idosos e imunossuprimidos no país. A campanha nacional para terceira dose está prevista para começar no dia 15 de setembro.

Nesta segunda-feira (6), a capital paulista também inicia a vacinação de adolescentes de 12 a 14 anos, sem comorbidades. Segundo Aparecido, apesar de calendários similares, não haverá prejuízo para ambos os públicos ou falta de vacinas.

“A vacinação dos adolescentes a partir de amanhã é absoluta prioridade. Temos 57,8% da população que já tomou a segunda dose na cidade de São Paulo e, para que possamos proteger a população, sobretudo contra a variante Delta, é prioridade dar a primeira dose a estes jovens e a segunda dose nos adultos. A prioridade é completar a vacinação na nossa cidade”, disse.

(Publicado por Camila Neumam)

Mais Recentes da CNN