Cerca de 12 milhões de brasileiros estão com dose de reforço em atraso, diz Fiocruz

Segundo o estudo da Fiocruz, 26.555.506 pessoas estão aptas para tomar a dose de reforço no país

Lucas Rochada CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) divulgou, na quinta-feira (23), um levantamento que aponta que 12 milhões de brasileiros estão com a dose de reforço contra a Covid-19 em atraso. Os índices foram avaliados considerando dados até o dia 7 de dezembro.

Segundo o estudo da Fiocruz, 26.555.506 pessoas estão aptas para tomar a dose de reforço. Nesse grupo, 11.907.772 estão atrasados para tomar a dose reforço da vacina. A maior parte dos indivíduos, 56,2%, estão em atraso entre 31 e 90 dias.

Para os indivíduos que receberam a 2ª dose da AstraZeneca, 6.412.328 estavam aptas para tomar a dose de reforço. No entanto, 4.117.989 ainda não retornaram para tomar esta dose.

Para Coronavac, dos 20.083.521 de indivíduos elegíveis para tomar a dose de reforço, 7.752.623 não retornaram para receber a vacina.

De acordo com a Fiocruz, como a Pfizer começou a ser administrada no Brasil após a Coronavac e AstraZeneca, o prazo para analisar atraso na dose de reforço ainda é muito curto. De acordo com o levantamento, das 59.641 pessoas aptas para tomar esta dose, 37.149 estão atrasadas.

Mais Recentes da CNN