Correspondente Médico: Covid-19 causa grave lesão renal em até 40% dos pacientes

Neurocirurgião Fernando Gomes falou sobre pesquisa da Unifesp que investiga como o coronavírus pode afetar os rins

Da CNN*

Em São Paulo

Ouvir notícia

Na edição desta segunda-feira (13) do quadro Correspondente Médico, do Novo Dia, o neurocirurgião Fernando Gomes falou sobre um estudo da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) que investiga como a Covid-19 pode provocar lesões nos rins.

Entre os pacientes com Covid-19 participantes do estudo, de 20% a 40% apresentaram lesão renal aguda. Os resultados foram publicados em uma revista científica suíça.

Já uma outra pesquisa publicada no “Jornal da Sociedade Americana de Nefrologia”, com base em dados dos Estados Unidos, apontou que a cada 10 mil infectados pelo coronavírus, sete precisaram de diálise ou transplante de rim.

Gomes destacou que os rins são extremamente importantes para a manutenção da vida. “Eles funcionam como um filtro de todo o nosso sangue, liberando substâncias que precisam sair do corpo, além de terem relação com hormônios e o controle da pressão arterial e fluídos”, disse o médico.

“O vírus consegue atacar o rim de forma direta, pela própria infecção viral, e de forma indireta, através do comprometimento do sistema inflamatório”, explicou Gomes sobre a atuação do coronavírus nos órgãos.

A alteração de substâncias nos rins, segundo o médico, pode trazer alteração sistêmica em todo o corpo. “O que traz preocupação em números: 20% a 40% da lesão renal aguda em pacientes com Covid-19, esclarecendo que lesão aguda significa um machucado que compromete a função do órgão.”

No quadro Correspondente Médico, Fernando Gomes falou sobre impactos do coronavírus nos rins / CNN Brasil (13.set.2021)

(*Com informações de Nicole Lacerda, da CNN, em São Paulo)

Mais Recentes da CNN