Correspondente Médico: Saiba o que fazer em casos de picada de escorpião

No quadro Correspondente Médico, dr. Fernando Gomes explicou quais os procedimentos devem ser feitos após uma picada por escorpião

Raphael Florêncio, da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

Na edição desta sexta-feira (14) do quadro Correspondente Médico, do Novo Dia, o neurocirurgião Fernando Gomes explicou o que fazer após uma picada de escorpião. Em Franca, no interior de São Paulo, uma menina de três anos foi picada pelo animal. Ela está internada na Santa Casa do município sem previsão de alta, mas não corre risco de morrer.

Gomes detalhou o que acontece no corpo logo após uma pessoa ser picada por escorpião. “A picada é caracterizada por uma dor muito intensa, tem inflamação no local e o veneno do escorpião acomete o sistema nervoso autônomo.”

“Por isso, algumas alterações no corpo podem aparecer: náuseas, vômitos, dificuldade para respirar. A pressão arterial pode cair, sensação de mal-estar intensa pode surgir. Não é uma picada qualquer, precisa ficar atento para reconhecer o que está acontecendo e buscar tratamento imediato”, alertou o médico.

Os primeiros-socorros para a picada de escorpião incluem lavar a região com água e sabão, fazer compressa morna no local e buscar atendimento médico o quanto antes e, se possível, levar o animal. “Não adianta chupar o veneno ou fazer torniquete, não é para fazer isso. Existe um soro antiescorpiônico para neutralizar o veneno. Então, levando o animal, fica mais fácil para identificar qual o escorpião que picou.”

No quadro Correspondente Médico, dr. Fernando Gomes explica o que fazer em casos
No quadro Correspondente Médico, dr. Fernando Gomes explica o que fazer em casos de picada de escorpião
Foto: Reprodução/CNN Brasil (14.mai.2021)

Mais Recentes da CNN