Covid-19: Brasil bateu dois recordes consecutivos de testes diários em farmácias

Somados, os números de 10 e 11 de janeiro chegaram a 150 mil exames, com taxa de positividade de 36,63%

Iuri CorsiniThayana Araújoda CNN

no Rio de Janeiro

Ouvir notícia

Com o avanço da variante Ômicron do novo coronavírus e de surtos localizados de Influenza A, a busca de testes para Covid-19 explodiu no país. Em 10 e 11 de janeiro, a Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias (Abrafarma) registrou dois recordes consecutivos de testagem.

Em cada um deles, mais de 75 mil pessoas realizaram os exames, que apresentaram taxa de positividade de 36,63%, a mais elevada desde o início da pandemia observada em um único dia. Os números são da entidade, obtidos a partir da plataforma Clínica RX.

Os números dos dias 10 e 11 são inéditos e serão usados no balanço semanal da Abrafarma na próxima quarta-feira (19), cujo painel é atualizado semanalmente. Essa média semanal é feita de segunda a domingo e publicada nas quartas-feiras.

No último painel divulgado ontem (12), equivalente entre os dias 3 a 9 de janeiro, a Abrafarma registrou que 482.126 pessoas fizeram testes para a doença em farmácias, um aumento de 70% em comparação à semana anterior. Desse total, 145.673 tiveram diagnóstico positivo para a Covid, e uma média de 30,21%.

Para Sérgio Barreto, CEO da Abrafarma, os números mostram que a pandemia está em seu pico de casos, o que se reflete na alta taxa de positivados e na imensa busca por exames de Covid-19. Porém, segundo ele, apesar da falta pontual de estoque de testes em algumas redes, não há falta generalizada destes insumos no país.

Ainda assim, no Rio de Janeiro, diversos laboratórios particulares suspenderam a marcação de testes contra Covid-19 na quarta-feira (12) em virtude da falta de insumos.

Para evitar desabastecimento, a Associação Brasileira de Medicina Diagnóstica (Abramed), responsável por mais de 65% dos exames da rede privada, decidiu mudar as indicações para a realização de testes, oferecendo prioridade aos pacientes com sintomas graves ou com alto risco caso contraiam a doença.

A Secretaria Estadual de Saúde do Rio (SES) informou que o Ministério da Saúde entregará mais 450 mil testes rápidos de antígeno à pasta nesta quinta-feira (13). Além do quantitativo, a SES também informou, por meio de nota, que “enviou ofício na última quinta-feira (6) ao ministério solicitando mais 2,1 milhões de testes rápidos para suprir a demanda de janeiro e fevereiro (900 mil para a capital e 1,2 milhão para os demais municípios)”.

Confira orientações do Ministério da Saúde diante do diagnóstico de Covid-19:

Mais Recentes da CNN