Covid-19: Brasil registra 615 mortes e mais de 18 mil casos em 24 horas

As médias móveis de óbitos e de casos ficaram em 453 e 15.011, respectivamente, nesta sexta-feira

Túmulo de vítima da Covid-19 em cemitério de Manaus (AM)
Túmulo de vítima da Covid-19 em cemitério de Manaus (AM) Bruno Kelly/Reuters

Lucas Rochada CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

O Brasil registrou 615 mortes e 18.172 casos de Covid-19 nas últimas 24 horas, segundo o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass). Com a atualização, o país tem um total de 600.425 mortes e 21.550.730 infecções confirmadas desde o início da pandemia, em março de 2020.

As médias móveis de óbitos e de casos ficaram em 453 e 15.011, respectivamente, nesta sexta-feira (8).

O Brasil é o segundo país no mundo com o maior número de vítimas da Covid-19, atrás apenas dos Estados Unidos, que registram 712.122 mortes, segundo dados da Universidade Johns Hopkins.

O país atingiu o total de 100 mil mortes pela Covid-19 no dia 8 de agosto de 2020, 143 dias após o registro do primeiro óbito. Em 19 de junho, o número de vítimas chegou a 500 mil.

Painel da vacina

O Brasil está em 60º lugar no ranking global de aplicação de doses da vacina contra Covid-19 nesta sexta-feira (8), na relação a cada 100 habitantes. O país já esteve na 56ª posição deste ranking e chegou a descer para 70º. Leia mais.

Países liberam a entrada de imunizados

Brasileiros que estiverem totalmente vacinados contra a Covid-19 estão liberados para entrar em pelo menos 15 países. Leia mais.

Covid-19 grave e problemas dentários

Um estudo descobriu que a má saúde bucal aumenta o risco de desenvolvimento da Covid-19 na forma grave, especialmente em pessoas com algum problema cardíaco. A descoberta foi feita por um grupo de cientistas da Universidade do Cairo, no Egito, em parceria com membros da Academia Americana de Cardiologia. Leia mais.

Doses faltantes

Segundo informações encaminhadas à CPI da Pandemia pela Secretaria Extraordinária de Enfrentamento à Covid-19, vinculada ao Ministério da Saúde, o Programa Nacional de Imunizações (PNI) ainda aguarda receber 207.870.340 doses de vacinas, pelos contratos vigentes. Leia mais.

Coronavac em 2022

O governador de São Paulo, João Doria, disse nesta sexta-feira que o estado vai continuar comprando, produzindo e aplicando a vacina Coronavac, mesmo se o Ministério da Saúde não fechar novos contratos para o Plano Nacional de Imunização (PNI) de 2022. Leia mais.

Carnaval

Algumas cidades brasileiras com carnavais entre os mais conhecidos do país começaram a se organizar para a festa do próximo ano. Rio de Janeiro, Salvador e Ouro Preto (MG) estão decidindo se o Carnaval vai ser realizado com o uso de máscaras e com distanciamento social. Leia mais.

Um dos fatores para a decisão de realizar ou não de festas no Carnaval de 2022 deveria ser a taxa de transmissão local da Covid-19, afirma a infectologista Raquel Muarrek. Em entrevista à CNN, ela explicou que o ideal seria municípios e estados testarem grande número de pessoas de forma regular a fim de rastrear a transmissibilidade atual do coronavírus. Leia mais.

Leia as principais notícias sobre a Covid-19 no site da CNN Brasil.

Mais Recentes da CNN