Brasil registra mais 62,7 mil casos e 1.386 mortes por Covid-19

Este é o maior aumento diário desde 27 de janeiro; total foi a 10.257.875 diagnósticos e 248.529 óbitos confirmados

UTI de hospital em São Paulo em meio à pandemia da Covid-19
UTI de hospital em São Paulo em meio à pandemia da Covid-19 Foto: Amanda Perobelli/Reuters (3.jun.2020)

Anna Satie, da CNN em São Paulo

Ouvir notícia

O Ministério da Saúde registrou nesta terça-feira (23) mais 62.715 casos e 1.386 mortes por Covid-19 —os maiores números desde 27 de janeiro. 

Ao todo, já foram confirmados 10.257.875 diagnósticos e 248.529 vítimas no país desde o início da pandemia.

Este é o 34º dia consecutivo em que a média de óbitos nos últimos quatro dias está acima de mil. 

O secretário municipal da Saúde de Salvador, Léo Prates, afirmou nesta terça-feira (23), em entrevista à CNN Rádio, que a capital baiana deve entrar em lockdown se não houver a colaboração da população nas medidas de combate ao novo coronavírus.

E São Paulo, que atingiu a máxima histórica de pacientes internados em UTIs com Covid-19, pode adotar medidas mais rígidas nas cidades com os piores índices. “Não gosto de lockdown, mas temos que modelar as questões de acordo com o arrefecimento da pandemia”, disse o secretário estadual de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi.

Mais Recentes da CNN