Covid: taxa de incidência em jogo do Flamengo foi seis vezes menor do que a do Rio

Após o primeiro evento-teste, um caso de Covid-19 foi confirmado entre pessoas presentes no Maracanã. Ao todo, prefeitura liberou 12 eventos

Diagnóstico da Covid-19
Diagnóstico da Covid-19 Josué Damacena/IOC/Fiocruz

Isabelle SalemePauline AlmeidaBeatriz Puenteda CNN

no Rio de Janeiro

Ouvir notícia

A incidência de casos suspeitos de Covid-19 entre pessoas que estiveram no Maracanã no dia 15 de setembro foi seis vezes menor do que a taxa da população carioca em geral, no período. Duas semanas após o jogo entre Flamengo e Grêmio, pela Copa do Brasil, dez pessoas apresentaram sintomas compatíveis com a infecção por coronavírus. Um caso foi confirmado.

Entre os casos suspeitos, seis pessoas haviam tomado apenas a primeira dose de imunizante contra a doença e quatro haviam completado o ciclo vacinal.

Segundo o Superintendente da Vigilância em Saúde do Rio de Janeiro, Márcio Garcia, os resultados mostram que “o esquema de tripla proteção, com vacina, teste e com algumas medidas básicas de proteção à vida dentro do evento, realmente nos dá mais segurança para fazer esse tipo de evento e começar realmente a avançar na retomada da cidade”.

O jogo foi o primeiro evento-teste liberado pela prefeitura da capital fluminense. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde do Rio, já foram autorizados 12 eventos. Neste fim de semana, foi liberada a comemoração de um aniversário para 500 convidados no hotel Copacabana Palace e outra festa para 5 mil pessoas no Alto da Boa Vista. Na programação desse mês, também está um festival de rock.

Há ainda diversos outros pedidos em análise para liberação. Cada evento apresenta um protocolo sanitário diferente para avaliação, mas as regras precisam estar de acordo com as normas em vigor na cidade. As máscaras e distanciamento social, por exemplo, podem não ser exigidos.

No entanto, em todos os casos, os participantes precisam a apresentar exames negativos de Covid-19, feitos em laboratórios credenciados até 48 horas antes do evento, e o comprovante de imunização. De acordo com a Secretaria de Saúde, a fiscalização das regras no momento do evento ficará a cargo das empresas organizadoras.

A prefeitura divulgou informações sobre os testes realizados antes dos jogos com público que já aconteceram. No primeiro, entre Flamengo e Grêmio, foram 7.652 pessoas testadas, com 68 resultados positivos (0,9%). Na partida entre Vasco e Cruzeiro, pela Série B do Brasileiro, dia 19, 1,1% dos 549 testados estavam contaminados (6 pessoas).

No dia 22, 57 pessoas testaram positivo antes do jogo entre Flamengo e Barcelona de Guayaquil, pela Copa Libertadores da América. O número corresponde a 0,2% das 26.478 pessoas presentes no Maracanã.

Para o jogo da Serie B, no Engenhão, dia 26, entre Botafogo e Sampaio Corrêa foram 1.413 pessoas testadas, com 14 positivos (1%). Entre Vasco e Goiás, pela mesma competição, dia 27, a taxa de positivação pra Covid-19 foi de 0,06%, a menor até agora. Apenas dois casos foram detectados entre os 3.058 participantes do evento. Todos que testaram positivo não entraram nos estádios.

Os participantes de eventos-teste são monitorados por 15 dias pelas autoridades de saúde. Qualquer notificação de caso suspeito ou teste realizado na rede pública ou particular é verificado para saber se houve disseminação ou não do vírus no evento.

Mais Recentes da CNN