Estado de São Paulo faz mutirão de vacinação contra a Covid-19 neste sábado

Todos os 645 municípios paulistas vão participar da iniciativa com o objetivo de avançar na aplicação da segunda dose da vacina

Cinco mil pontos de vacinação no estado de São Paulo permanecem abertos das 7h às 19h deste sábado (2)
Cinco mil pontos de vacinação no estado de São Paulo permanecem abertos das 7h às 19h deste sábado (2) Governo do Estado de São Paulo

Lucas Rochada CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

O estado de São Paulo realiza, neste sábado (2), um mutirão de vacinação contra a Covid-19. Chamado de “Dia V”, ele tem como objetivo completar o esquema vacinal da população atrasada e garantir a proteção contra a doença causada pelo novo coronavírus.

Para a mobilização, mais de cinco mil pontos de vacinação no estado permanecem abertos das 7h às 19h para a aplicação exclusivamente destas doses neste sábado. A iniciativa conta com a participação dos 645 municípios paulistas.

De acordo com o governo estadual, as prefeituras também poderão aplicar a terceira dose do imunizante contra a Covid-19 nos idosos, de acordo com o calendário vigente, e que já tomaram duas doses em fevereiro ou março.

Mais de 4 milhões de faltosos

Segundo estimativas do governo, 4,3 milhões de pessoas não compareceram aos postos de saúde para receber a segunda dose dentro do prazo adequado no estado.

Com a antecipação de 12 para 8 semanas no intervalo entre a primeira e a segunda dose da Pfizer, o número de faltosos aumentou em pouco mais de 2 milhões.

O total de atrasados inclui ainda pouco mais de 1 milhão de pessoas que precisam receber a segunda dose da Coronavac e 1,23 milhão que têm de completar o ciclo da AstraZeneca.

“Com uma dose só, para as vacinas com esquemas de duas doses, você não está protegido, em especial para a variante Delta que é a predominante hoje no nosso país”, alerta a médica infectologista Rosana Richtmann, do Hospital Emílio Ribas, de São Paulo.

“As pessoas que acham que já fizeram seu papel e que já estão protegidas com uma dose têm que se conscientizar de que isso não é suficiente para, de fato, amenizar todo o impacto dessa doença”, acrescenta.

Está previsto para o dia 16 de outubro, daqui a duas semanas, um segundo mutirão da vacinação contra a doença no estado.

Mais Recentes da CNN