Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Covid-19: Guarulhos exigirá comprovante de vacinação em estabelecimentos comerciais

    À CNN, o prefeito Gustavo Henric Costa disse que a medida será de conscientização e entrará em vigor em 1º de setembro

    Movimentação em ponto de ônibus em Guarulhos (SP)
    Movimentação em ponto de ônibus em Guarulhos (SP) Foto: Willian Moreira/Futura Press/Estadão Conteúdo

    Amanda Garciada CNN

    em São Paulo

    A cidade de Guarulhos, em São Paulo, vai exigir um comprovante de vacinação contra a Covid-19 para o público que quiser frequentar estabelecimentos comerciais como restaurantes, bares, cafés, lanchonetes, academias, museus, cinemas, teatros e shows.

    Na entrada dos locais será cobrado o documento – original, digital ou cópia – ao menos da primeira dose.

    Em entrevista à CNN, o prefeito Gustavo Henric Costa disse que a medida serve “para fazer com que as pessoas sejam estimuladas a tomar a vacina.”

    Ele contou que a prefeitura quer chegar ao máximo possível de pessoas imunizadas e garantiu que, para publicar o decreto, conversou com todos os setores envolvidos.

    Questionado sobre a data de início da medida, a partir de 1º de setembro, ele avalia que o tempo é necessário para “os estabelecimentos se adequarem à logística, da mesma forma da aferição da temperatura, e para comunicar à população.”

    O prefeito afirmou que o caráter é mais “educativo do que punitivo”, embora tenha dito que o estabelecimento reincidente será multado e poderá até ser lacrado.

    Quarentena para passageiros

    Viajantes que vierem do Reino Unido, Irlanda do Norte, África do Sul e Índia – inclusive brasileiros – vão ser obrigados a fazer quarentena após ao desembarque no Aeroporto de Guarulhos.

    A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) busca reverter a decisão, mas Gustavo Henric Costa disse ser favorável à medida.

    “Os governos federal e estadual têm que determinar, a cidade de São Paulo tinha colocado hotéis à disposição, Guarulhos não tem condição sozinha, mas, com força-tarefa, sou a favor, não podemos ficar à mercê de um controle não tão eficaz”, defendeu.

    *Com produção de Bel Campos