Infecção generalizada atinge até 17 milhões de pessoas por ano; entenda o que é

No quadro Correspondente Médico, dr. Fernando Gomes falou sobre a sepse, complicação que mata até 200 mil brasileiros anualmente

Da CNN*

Em São Paulo

Ouvir notícia

Na edição desta terça-feira (14) do quadro Correspondente Médico, do Novo Dia, o neurocirurgião Fernando Gomes explicou o que é a sepse, mais conhecida como infecção generalizada. A complicação é a principal causa de mortes em UTIs do país, segundo o Instituto Latino Americano de Sepse.

Somente no Brasil, mais de 200 mil pessoas morrem por ano com sepse. A estimativa é de que a infecção atinja até 17 milhões de pessoas por ano no mundo.

À CNN, o infectologista Álvaro Furtado falou mais sobre a infecção. “A sepse nada mais é do que a resposta do nosso próprio organismo frente à entrada de uma bactéria, vírus ou fungo que vai causar um processo infeccioso, e o organismo tenta debelar essa infecção.”

Fernando Gomes destacou que a infecção generalizada não ocorre somente em ambiente hospitalar e pode começar em casa mesmo. Por isso, ele falou sobre os principais sintomas que servem de alerta para a sepse.

“Por afetar a circulação sanguínea, causa basicamente três coisas: aumento da frequência respiratória, a pressão cai (hipotensão) e alteração do nível de consciência, pois diminui o fluxo sanguíneo cerebral”, disse o médico.

Ele ainda alertou que não reconhecer e tratar rapidamente uma infecção generalizada pode causar quadros graves para o paciente. “São sinais e sintomas mostrando que o corpo está tendo uma crise de saúde bastante grave.”

(*Com informações de Nicole Lacerda, da CNN, em São Paulo)

Mais Recentes da CNN