Média de novos casos de Covid-19 no RJ dispara 636% na 1ª semana de 2022

Infecções em sete dias passaram de 2.234 para 16.461

Apenas em 1º de janeiro na capital fluminense foram registrados 2.075 casos da Covid-19
Apenas em 1º de janeiro na capital fluminense foram registrados 2.075 casos da Covid-19 Reuters/Amanda Perobelli

Pedro DuranIsabelle Resendeda CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

No intervalo de sete dias, o número de casos confirmados de Covid-19 no estado do Rio de Janeiro disparou de 2.234 para 16.461. A média diária de novos casos variou de 319 para 2.351, um salto de 636%. Foram comparadas as semanas de 24 a 30 de dezembro de 2021 e 31 de dezembro a 6 de janeiro de 2022.

Na capital, só no primeiro dia do ano, foram registrados mais de dois mil novos casos de Covid-19 (2.075). A média móvel de casos nos últimos sete dias foi de 1.286 –a mais alta registrada desde setembro de 2021.

Diante do aumento do número de casos de Covid-19, estado e município ampliaram o número de locais para realização de testes. A orientação das autoridades de saúde é para que pessoas com sintomas leves da doença ou que tiveram contato com alguém que testou positivo, há quatro ou cinco dias, procurem essas unidades para realizar o exame.

Estão sendo oferecidos testes rápidos e também de RT-PCR. O atendimento será feito mediante a distribuição de senhas, de segunda-feira a domingo, das 8h às 18h. Por dia, serão oferecidas 150 senhas. Os centros de testagens vão funcionar nas estruturas montadas junto às Unidades de Pronto Atendimento (UPA).

“Com o aumento de casos de Covid-19 em função da circulação da variante Ômicron, vimos a necessidade de realizar a testagem também em pessoas com sintomas leves, que muitas vezes não procuram atendimento médico. A ideia é diagnosticar essa pessoa para que ela possa fazer o isolamento social”, afirmou o secretário de Estado de Saúde, Alexandre Chieppe.

Pacientes com sintomas moderados a graves, como febre acima de 37,5 e dificuldades respiratórias, devem procurar diretamente uma UPA ou emergência hospitalar, onde serão avaliados. As 28 UPAs do estado também estão realizando atendimento e testes para casos moderados e graves da doença.

Ainda de acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, pessoas que testarem positivo para Covid-19 devem fazer quarentena de 10 dias a partir do primeiro dia de sintomas.

Além disso, as medidas de enfrentamento, como uso de máscaras, lavagem das mãos, uso de álcool gel e evitar aglomerações, devem continuar sendo seguidas. A pasta ressalta ainda a importância de manter o calendário vacinal em dia. Quem ainda não tomou a segunda dose deve procurar um posto de saúde o mais rápido possível, assim como as pessoas que já podem receber a dose de reforço.

Mais Recentes da CNN