Ministério da Saúde assina compra de 100 milhões de doses da Pfizer para 2022

Contrato foi assinado pelo ministro Marcelo Queiroga em evento na cidade de Salvador

Léo Lopesda CNN

Ouvir notícia

O ministro da Saúde Marcelo Queiroga assinou, nesta segunda-feira (29), o contrato para a compra de 100 milhões de doses da vacina contra Covid-19 da Pfizer para 2022.

A assinatura do acordo foi feita em um evento no Hospital Matargão Gesteira, em Salvador, na Bahia. Estavam presentes a presidente da Pfizer no Brasil, Marta Díez, o ministro da Cidadania, João Roma, o prefeito de Salvador, Bruno Reis, e outras autoridades.

No último dia 18, o Ministério da Saúde pediu R$ 1,4 bilhão ao Ministério da Economia em suplementação de verba para essa aquisição. A CNN já havia adiantado que o Ministério da Saúde corria para conseguir doses para imunizar as crianças brasileiras de 5 a 11 anos de idade contra a Covid-19.

De acordo com apuração feita pelo âncora Kenzô Machida e a repórter Natália André, fontes do Ministério consideram que a produção da vacina da Pfizer feita especialmente para a faixa etária dos 5 a 11 anos ainda é “baixa”.

A dose especial é de 10 microgramas. Para as pessoas maiores de 10 anos, a dose é de 30 microgramas. A Pfizer pediu à Anvisa para vacinar crianças desse grupo no último dia 12 de novembro.

Até o momento, a vacina Comirnaty, desenvolvida pela Pfizer/BioNTech é a única com registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para aplicação em jovens com idade entre 12 e 18 anos, e com dose de reforço prevista em bula para o público acima de 18 anos de idade.

Veja a vacinação contra Covid-19 no Brasil e no mundo:

Mais Recentes da CNN