Mortes por Covid-19 diminuem 17% nas Américas, diz agência de saúde

Segundo Organização Pan-Americana da Saúde, os países mais populosos, como o Brasil, estão observando nivelamento de novas infecções

Vacinação tem ajudado países a diminuírem aumento de infecções
Vacinação tem ajudado países a diminuírem aumento de infecções Reuters

Anthony Boadleda Reuters

Ouvir notícia

As mortes por Covid-19 diminuíram 17% nas Américas na semana passada, mas os países mais populosos como Estados Unidos, Brasil e Colômbia estão observando um nivelamento de novas infecções após semanas de tendências de declínio, a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) disse nesta quarta-feira.

O México está relatando uma tendência crescente de novas mortes e, no Caribe, Trinidad e Tobago teve um aumento acentuado no número de mortes à medida que leitos de UTI ficam lotados de pacientes com Covid-19, disse a OPAS.

Em um marco importante, metade da população da América Latina e do Caribe já foi totalmente vacinada contra o COVID-19, embora a cobertura permaneça abaixo de 10% na Nicarágua e no Haiti, disse a Diretora da OPAS Carissa Etienne.

“A pandemia Covid-19 ainda está muito ativa em nossa região”, alertou ela em uma entrevista coletiva feita pela internet.

Países da América Central e do Sul viram um declínio em novas infecções, exceto na Bolívia, disse o relatório.

Como Uruguai e Chile relaxaram as restrições à pandemia, os casos de Covid-19 aumentaram, mesmo com sua alta cobertura de vacinação, disse a agência de saúde.

Etienne exortou as pessoas na região a serem vacinadas e a se manterem distantes sociais e usando máscaras conforme a temporada de férias se aproxima.

Mais Recentes da CNN