Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Não só Covid-19, mas qualquer infecção pode estimular corpo a combater câncer

    Oncologista Raphael Brandão Moreira explicou que caso de homem que teve remissão de câncer após contaminação por coronavírus é raro, mas não único

    Da CNN, em São Paulo

    O caso do homem de 61 anos que teve remissão de câncer após contrair o novo coronavírus é raro, mas não o único.

    O oncologista Raphael Brandão Moreira conta que situações semelhantes já foram descritas na literatura médica e a explicação é simples: o próprio sistema imunológico do paciente foi o responsável por combater as células cancerígenas.

    “Não só a Covid-19, mas toda a infecção viral, bacteriana, enfim, qualquer agressor externo ao nosso ambiente que seja estranho ao nosso corpo pode despertar o sistema imunológico”, disse o médico.

    Diagnosticado com linfoma de Hodgkin em estágio 3 e hospitalizado na Inglaterra, um exame de tomografia revelou a remissão generalizada do linfoma do paciente de 61 anos, quatro meses após a infecção por Covid-19.

    Segundo Moreira, tratamentos como a imunoterapia induzem a resposta apresentada natural pelo idoso que teve o caso relatado no periódico médico British Journal of Hematology.

    “Nesse caso, não foi preciso um remédio, mas sim o vírus foi capaz de fazer isso. A grande lição aqui é a importância do sistema imunológico e o quanto os hábitos da vida, como uma briga contra a obesidade, por exemplo, sabidamente interferem no sistema imunológico como um todo”, apontou o oncologista.

    Tomografia
    Tomografia de idoso revelou a remissão generalizada do linfoma após contaminação pelo novo coronavírus
    Foto: Reprodução

    (Publicado por Leonardo Lellis)