Pazuello diz que conversa com Doria foi ‘polida e cortês’, apesar das diferenças

Ministro diz haver 'diferenças de ideias', mas não considera que houve um desentendimento com o governador de São Paulo

Murillo Ferrari, da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

 

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou nesta quarta-feira (9) que a conversa com o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), em reunião na véspera, foi ‘polida e cortês’.

“Quanto à conversa com o governador Doria na reunião com os governadores, foi uma conversa muito polida e cortês, mesmo com as diferenças de ideias”, afirmou Pazuello, em entrevista exclusiva à CNN.

“Acredito que o que está acontecendo hoje em São Paulo faz parte da própria apreensão. Nossa comunicação precisa ser bastante clara de que sim, vamos comprar as vacinas registradas, que não há impedimento”, continuou.

Assista e leia também:
Pazuello: ‘Vacinação da Pfizer pode começar em dezembro ou janeiro’
CNN tem acesso exclusivo ao plano nacional de imunização
Pazuello garante que governo comprará Coronavac com aval da Anvisa

Apesar da afirmação do ministro, a reunião com os governadores foi marcada por momentos de tensão. Doria, por exemplo, questionou se havia motivação “de ordem ideológica, de ordem política, ou de falta de interesse em disponibilizar mais vacinas”.

Ao que o próprio Pazuello rebateu: “Quando o Butantan estiver com a vacina registrada, o governo avaliará a demanda. E se houver, irá comprar”. E ainda alfinetou: “A vacina é do Butantan e não do estado de São Paulo.”

Mais Recentes da CNN