Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Prefeitura do Rio recomenda retorno do uso de máscara

    Recomendação vale para idosos, estudantes e pessoas com comorbidades; uso, no entanto, não é obrigatório

    Jaqueline Frizonda CNN no Rio de Janeiro

    O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, recomendou durante coletiva de imprensa nesta quinta-feira (2) que grupos prioritários como pessoas com comorbidades, idosos e estudantes utilizem máscara por conta de um aumento no número de casos nas últimas duas semanas. Paes deixou claro que não se trata de uma imposição.

    “Não vamos impor uso de máscara, mas vamos sugerir que essas pessoas, se possível, utilizem máscaras. Estamos no campo das recomendações. A gente espera não ter que impor nenhuma medida restritiva“.

    O superintendente de Vigilância em Saúde, Márcio Garcia comentou sobre o aumento no número de casos nas últimas semanas, o de óbitos não cresceu.

    “Estamos entrando no período do inverno. É esperado um aumento de casos de síndrome gripal. De cada 100 pessoas,  80 com sintomas não estão com covid. No pico chegamos a ter 180 mil casos em uma única semana e hoje o pico é com menos de mil casos por dia. Nosso pico mais alto das últimas semanas foi de 5 mil casos em 7 dias na última semana.”

    Foram registrados mais casos de Covid este ano que no ano passado e em 2020. Em 2022 o Rio registrou 462 mil, ano passado foram 307 mil registros e em 2020 foram 221 mil.

    Paes fez um apelo para que as pessoas tomem a vacina. “Vacina não tem nenhum tipo de contraindicação a não ser em casos específicos. Então fica aqui o apelo para que as pessoas se vacinem. Vamos monitorar isso de perto entendendo que nós vivemos um outro momento”.

    A cidade do Rio está com 97 % de taxa de ocupação. 69 pessoas estão internadas com Covid, 28 em UTIs. 14 pessoas aguardam leitos.