Queiroga estaria sendo pressionado por Bolsonaro a decretar fim do uso de máscara

Presidente tem insistido para que a cúpula da Saúde defina o quanto antes a suspensão do uso de equipamento de proteção contra a Covid-19

Kenzô Machidada CNN

Em Brasília

Ouvir notícia

O presidente Jair Bolsonaro estaria pressionando o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, a definir uma data e assinar um decreto para que a utilização de máscaras contra a Covid- 19 deixe de ser obrigatória no país, de acordo com assessores.

Segundo a apuração da CNN, nas últimas semanas o presidente tem insistido para que a cúpula da Saúde defina o quanto antes a suspensão do uso de equipamento de proteção. Segundo relatos, no entanto, Queiroga ainda não levou o tema adiante.

Nesta sexta-feira (3), em entrevista à CNN, o ministro disse que “todos nós queremos ficar livres dessas máscaras e, no momento adequado, ou seja, quando a situação sanitária permitir, o ministério da Saúde irá fazer as suas recomendações”.

O estudo sobre a não obrigatoriedade do uso de máscaras, encomendado pelo presidente em junho, está a cargo da secretaria de Ciência e Tecnologia do ministério da Saúde. A ideia era que fosse feito um levantamento sobre pesquisas e evidências publicadas na literatura científica a respeito da suspensão do uso de máscaras em populações vacinadas, mas, de acordo com relatos feitos à CNN, o estudo não andou.

Mais Recentes da CNN