Saiba o que fazer se você testar positivo para a Covid-19

No final do ano, aumenta a procura por testes de diagnóstico para a doença devido à realização das festas de Natal e réveillon

Uso de máscaras e o distanciamento social são medidas que previnem a transmissão da Covid-19
Uso de máscaras e o distanciamento social são medidas que previnem a transmissão da Covid-19 Chris Greene/Unsplash

Lucas Rochada CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

Com a chegada das festas de fim de ano, a procura por testes de diagnóstico contra a Covid-19 aumenta. A realização dos exames é entendida como uma maneira segura para a realização de confraternizações em família.

Saiba quais são as principais recomendações para quem recebeu um teste positivo para a infecção causada pelo novo coronavírus.

Os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), dos Estados Unidos, recomendam que qualquer pessoa que tenha testado positivo para a Covid-19, independente do status de vacinação, deve se isolar do contato com outras pessoas por dez dias, até o término do período de transmissão.

Segundo o CDC, o isolamento deve começar no primeiro dia da identificação dos sintomas. Dessa forma, é considerado o primeiro dia do isolamento, o prazo de 24 horas contado após os primeiros sinais da doença.

Para as pessoas que testaram para Covid-19 e não apresentaram sintomas, o dia 1 do isolamento é definido como o primeiro dia completo após o diagnóstico positivo.

De acordo com o CDC, caso haja o aparecimento tardio de sintomas após o diagnóstico, a contagem dos dez dias de isolamento devem recomeçar, considerando a partir do primeiro dia após o desenvolvimento dos sintomas.

Além das recomendações de isolamento, o CDC orienta que as pessoas que testarem positivo para a Covid-19 devem:

  • Notificar qualquer pessoa com as quais você teve contato, para que eles saibam que possam ter sido expostos
  • Monitorar os sintomas
  • Manter distância de outras pessoas em casa e também de animais de estimação
  • Não compartilhar itens pessoais, como toalhas, talheres e copos
  • Usar máscara quando estiver próximo de outras pessoas

O Ministério da Saúde recomenda que diante de sintomas compatíveis com a Covid-19, como febre, tosse, dor de garganta ou coriza, com ou sem falta de ar, as pessoas devem buscar atendimento médico. Confira outras orientações da pasta:

Os diferentes métodos de diagnóstico

O diagnóstico laboratorial da Covid-19 pode ser realizado por três metodologias diferentes, incluindo testes de biologia molecular (RT-PCR), sorologia ou testes rápidos.

Os testes de biologia molecular são considerados os mais precisos para verificar a infecção pelo novo coronavírus. A técnica permite identificar a presença do material genético do SARS-CoV-2 nas amostras de secreção respiratória. Para isso, são utilizadas duas metodologias chamadas RT-PCR em tempo real (RT-qPCR) e amplificação isotérmica mediada por loop com transcriptase reversa.

Por meio dos testes de sorologia, realizados a partir de amostras de sangue, soro ou plasma, é possível detectar a presença de diferentes tipos de anticorpos produzidos pelo organismo em resposta à infecção pelo novo coronavírus.

Os testes mais comuns são os exames sorológicos para IgM e IgG. O IgM positivo indica que a pessoa possui anticorpos do tipo imunoglobulina M, o que significa que ela já foi exposta ao vírus e está na fase ativa da doença. O resultado positivo para IgG pode indicar que o indivíduo está na fase crônica ou convalescente ou que já teve contato com a doença em algum momento.

Os testes rápidos, de antígeno e de anticorpo, são feitos por meio de uma metodologia chamada imunocromatografia. O teste rápido de antígeno, que detecta a proteína do vírus em amostras coletadas de nasofaringe, deve ser realizado na fase ativa da infecção. Já o teste rápido de anticorpos detecta IgM e IgG em amostras de sangue, soro ou plasma.

(Com informações da CNN internacional)

Mais Recentes da CNN