São Paulo amplia postos e público-alvo da dose de reforço contra Covid-19

Pessoas de 70 a 79 anos receberão terceira dose a partir de segunda-feira (27)

Soraya Lauandda CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

A partir desta segunda-feira (27) até o dia 3 de outubro, pessoas entre 70 e 79 anos poderão receber a terceira dose da vacina contra a Covid-19 no estado de São Paulo. A partir do dia 4, será a vez dos idosos entre 60 e 69 anos.

Desde o dia 6 de setembro o governo de São Paulo autorizou o início da aplicação da terceira dose no público-alvo com mais de 90 anos.

Rio Grande do Sul, Roraima e Pernambuco iniciaram a aplicação no dia 15 de setembro, data estabelecida pelo Ministério da Saúde. Piauí, Rio Grande do Norte, Ceará, Alagoas, Amapá, Paraná, Amazonas e o Distrito Federal começaram após a segunda quinzena.

Ao todo, 22 estados e o Distrito Federal já iniciaram a aplicação da dose de reforço para idosos e imunossuprimidos.

De acordo com um levantamento feito pela CNN, apenas três desses estados estão utilizando a Coronavac na aplicação de terceira dose, sendo eles São Paulo, Rio de Janeiro e Roraima.

Os demais seguirão a recomendação do Ministério da Saúde e darão preferência à Pfizer. Na ausência deste imunizante, serão utilizados AstraZeneca ou Janssen.

Os profissionais de saúde que já tomaram a segunda dose há pelo menos seis meses já podem se cadastrar na lista da “xepa da vacina” para receber o reforço na capital paulista. Por dia, as UBSs têm aplicado uma média de duas mil doses booster (do inglês empurrão). O nome é dado para a dose extra.

A prefeitura de São Paulo ampliou os locais e pontos de vacinação neste fim de semana. Hoje, sete parques estão sendo utilizados como centros de imunização, sendo eles: Parque Buenos Aires, Parque Guarapiranga, Parque do Carmo, Villa Lobos, Parque recreativo, Parque da Independência e o Parque da Juventude.

Também há farmácias parceiras na Avenida Paulista e um mega posto na galeria Prestes Maia, que fica na entrada da Praça do Patriarca.

Mais Recentes da CNN