Saúde libera R$ 12,7 milhões a cidades afetadas pela chuva na Bahia

Este foi o segundo repasse da pasta nesta última semana de dezembro aos municípios atingidos pela chuva no estado

Prédio do Ministério da Saúde em Brasília
Prédio do Ministério da Saúde em Brasília 10/12/2021 REUTERS/Adriano Machado

Ingrid Oliveirada CNN

Ouvir notícia

Em novo repasse aos municípios afetados pela chuva no estado da Bahia, o Ministério da Saúde liberou R$ 12,7 milhões de reais para dar suporte à vigilância em saúde nas regiões que decretaram emergência.

Na última terça-feira (28), a pasta havia liberado R$ 7 milhões a 50 municípios do estado.

O valor é originado do do Fundo Nacional de Saúde e será repassado aos Fundos Municipais de Saúde dos estados afetados pelas tempestades que causaram inundações.

 

A intenção é a prevenção e controle de epidemias causadas doenças transmitidas pelo alto nível da água.

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga sobrevoou as áreas atingidas nesta quinta-feira (30), desta vez na região de Vitória da Conquista.

Durante a visita, Queiroga disse verificar os estragos que a água provocou e que está trabalhando para levar assistência aos que sofreram em função da chuva.

O ministério também enviará 28 kits chamados de vigidesastres, com medicamentos, vacinas e outros insumos, para as cidades baianas atingidas.

De acordo com a nota emitida pela Saúde, a quantidade é suficiente para atender mais de 14 mil pessoas.

Nesta quinta-feira, o epidemiologista Paulo Lotufo, disse em entrevista à CNN Rádio que as chuvas na Bahia trarão consequências sanitárias terríveis.

Segundo Lotufo, depois dessas enchentes, temos aparecimento de doenças, como leptospirose, que é transmitida por ratos e tem uma letalidade relativamente alta, além disso estamos com temperaturas amenas, mas com aumento delas, há possibilidade de volta de casos de dengue e doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti.

 

Mais Recentes da CNN