Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Senado aprova piso salarial de R$ 4,7 mil para enfermagem; texto segue para Câmara

    A proposta indica ainda um piso mínimo de R$ 3,3 mil para os técnicos de enfermagem e de R$ 2,3 mil para os auxiliares de enfermagem e para as parteiras

    Breno Esaki/Agência Saúde DF

    Lucas Rochada CNN São Paulo

    O Senado aprovou na quarta-feira (24) um projeto que institui o piso salarial de R$ 4.750 para os enfermeiros do Brasil. A proposta indica ainda um piso mínimo de R$ 3.325 para os técnicos de enfermagem e de R$ 2.375 para os auxiliares de enfermagem e para as parteiras. Aprovada, a proposta segue para a análise da Câmara dos Deputados.

    A proposta do senador Fabiano Contarato (Rede-ES) recebeu voto favorável da relatora, senadora Zenaide Maia (Pros-RN), que apresentou o substitutivo aprovado em Plenário.

    O projeto inclui o piso salarial na Lei 7.498, de 1986, que regulamenta o exercício da enfermagem, estabelecendo um mínimo inicial para enfermeiros no valor de R$ 4.750, a ser pago por serviços de saúde públicos e privados, para uma jornada de trabalho de 30 horas semanais.

    Em relação à remuneração mínima dos demais profissionais, o projeto fixa a seguinte gradação: 70% do piso nacional dos enfermeiros para os técnicos de enfermagem e 50% do piso nacional dos enfermeiros para os auxiliares de enfermagem e as parteiras.

    (Com informações da Agência Senado)