Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN Sinais Vitais

    Vilão ou mocinho? Entenda os impactos do café para a saúde

    Consumo seguro de uma das bebidas preferidas dos brasileiros depende de quantidades e de condições de saúde

    O café da manhã está entre os principais consumos alimentares do dia
    O café da manhã está entre os principais consumos alimentares do dia Milton Rodney Buzon/Getty Images

    Lucas Rochada CNN

    em São Paulo

    Ouvir notícia

    O café é a segunda bebida mais consumida pelos brasileiros e brasileiras, atrás apenas da água, que ocupa a primeira posição.

    Ao longo dos anos, a bebida foi associada a benefícios de prejuízos à saúde. Afinal: beber café pode fazer mal? Quem responde a essa dúvida é o médico cardiologista Roberto Kalil, apresentador do CNN Sinais Vitais. O tema foi destaque de uma das pílulas diárias da nova versão do programa (veja abaixo).

    “A resposta é não. Ele não faz mal à saúde se tomado de forma moderada. O adulto sem problema de saúde pode consumir até quatro xícaras de café coado por dia. O equivalente a, no máximo, 400 mg de cafeína”, afirma Kalil.

    De acordo com o especialista, a cafeína, que é o principal composto do café, é um estimulante que melhora o raciocínio e o desempenho em atividades físicas.

    “Previne doenças cardiovasculares e também tem uma certa proteção ao fígado, como doenças como a cirrose, por exemplo. Mas é preciso ficar atento: se tomado em excesso, o café pode deixar a pessoa irritada, com insônia, dor de estômago, além dos batimentos cardíacos irregulares”, alerta.

    O que comer de café da manhã?

    A primeira refeição do dia, o café da manhã está entre os principais consumos alimentares do dia, com o almoço e jantar. De acordo com o Guia Alimentar para a População Brasileira, produzido pelo Ministério da Saúde, as três refeições fornecem cerca de 90% do total de calorias consumidas ao longo do dia.

    O ministério recomenda a adoção de uma dieta que priorize alimentos naturais ou minimamente processados. Nesse sentido, é possível mesclar o que é prazeroso e ao mesmo tempo saudável. Parte da cultura alimentar do brasileiro, o consumo na forma de bebidas como café, leite e chá deve restringir ou reduzir a quantidade de açúcar adicionado ao mínimo possível.

    O Guia Alimentar para a População Brasileira sugere algumas opções de café da manhã:

    1. Pãozinho francês

    De maneira saudável, o popular pão de padaria pode ser acompanhado de uma porção de frutas, queijo e ovos.

    2. Pão em outras versões

    O pão de queijo, tradicional prato de Minas Gerais, pode ser acompanhado de alimentos in natura, como as frutas, compondo uma refeição adequada e saudável. Outra versão que deixa a refeição mais nutritiva são os pães feitos com farinha integral.

    3. Mandioca

    Em partes do Brasil, o pão pode ser substituído por tubérculos, como o cará, a mandioca, o inhame e a batata doce. Além da tapioca, que também é feita à base da mandioca. Bolos à base de mandioca podem ser acompanhados de café com leite ou café puro.

    4. Milho

    Cereais como arroz, milho e trigo também compõem a rotina alimentar no Brasil.

    Especificamente sobre o milho, no café da manhã, ele pode ser destaque como cuscuz, bolo ou mingau.

    Confira também quais são os dez benefícios do café para a saúde.

    Mais Recentes da CNN