Depois de Facebook e Twitter, Rússia anuncia proibição do Instagram no país

Rede social será proíbida no país em 14 de março

Aplicativo do Instagram em celular em foto de ilustração
Aplicativo do Instagram em celular em foto de ilustração 13/07/2021 REUTERS/Dado Ruvic

Ingrid Oliveirada CNN

Ouvir notícia

A autoridade de comunicação do governo da Rússia anunciou que, a partir do dia 14 de março, vai impor restrições ao acesso ao Instagram, da Meta Platform Inc no país.

Na última semana, a agência de notícias russa TASS informou que Facebook, da Meta, e o Twitter também foram bloqueados no território russo.

O bloqueio ao Instagram contribuirá para limitar o acesso da maioria dos russos a informações externas sobre a guerra, aumentando a influência da mídia estatal do país.

A Meta também é proprietária do WhatsApp. Não há informações se a rede social também foi banidas no país.

Existem relatos de que outros serviços de informação de países do Ocidente estão sendo bloqueados, como é o caso dos canais de notícias britânico BBC e alemão Deutsche Welle. Além disso, a plataforma Wikipédia também teria sido bloqueada.

Na semana passada, uma nova legislação prevê que russos que divulgarem intencionalmente “informações falsas” sobre as Forças Armadas da Rússia tenham até 15 anos de prisão.

 

*Com informações da Reuters

 

Mais Recentes da CNN