Onde os chefs comem? Com Honório Oliveira, da Churrascaria Palace, no Rio

Já se perguntou onde os chefs dos restaurantes mais badalados do mundo comem quando não estão atrás das panelas? Na nossa coluna, eles abrem o jogo e contam quais são seus restaurantes prediletos

Honório Oliveira é chef executivo da Churrascaria Palace, casa que é Patrimônio Cultural do Rio de Janeiro
Honório Oliveira é chef executivo da Churrascaria Palace, casa que é Patrimônio Cultural do Rio de Janeiro Divulgação

CNN Viagem & Gastronomiado Viagem & Gastronomia Rio de Janeiro

Após cursar dois períodos de direito, o carioca Honório Oliveira deixou a faculdade para se dedicar à hotelaria. Formado também no curso de cozinha do Senac Rio, um de seus primeiros empregos foi em uma unidade do Outback Steakhouse. De lá para cá já passaram mais de 25 anos, pontuados por várias experiências na Cidade Maravilhosa.

Chegou a ser gerente do Gula Gula e se aventurou na abertura do Sebastiana Bistrô, em Botafogo, em 2009. Foi chef do Astor e entrou para a equipe da Churrascaria Palace em 2016, onde atua hoje como chef executivo do icônico endereço de Copacabana.

Inaugurada em 1951 por um grupo de portugueses, a casa é uma das mais tradicionais da cidade e foi frequentada por grandes nomes da música popular brasileira — seu rodízio atual (R$ 225) tem mais de 40 cortes de carne e foge do lugar-comum. Em dezembro de 2022, a churrascaria ganhou o título de Patrimônio Cultural do Rio de Janeiro.

Além dali, Honório experimenta outros sabores pela cidade e compartilha a seguir seus endereços prediletos para comer bem no Rio de Janeiro:

  • Bar Pavão Azul

O Pavão Azul é um clássico de Copacabana, a cerca de dois quarteirões da praia. Não tem como não gostar de lá. Petiscos, chope ou cerveja são servidos no ambiente informal, com mesas no salão e na rua.

Além de bolinhos e pastéis, há pratos principais, como parmegiana, milanesa, bobó de camarão e diferentes arrozes, por exemplo.

Bar Pavão Azul: Rua Hilário de Gouveia, 71 – Copacabana, Rio de Janeiro – RJ / Tel.: (21) 2236-2381 / Horário de funcionamento: todos os dias, das 12h à 0h. 

  • Casa Paladino

Fundada em 1906, a casa no centro do Rio é bastante tradicional e boêmia. O bar ainda carrega um apelo bem antigo que faz parte do charme, além de haver um armazém.

Gosto muito do local por conta das opções gostosas e do bom preço praticado, em que considero um endereço que não possui muita “hype”. No menu estão clássicos de boteco, como chope, sanduíches e bolinho de bacalhau.

Casa Paladino: Rua Uruguaiana, 224 – Centro, Rio de Janeiro – RJ / Tel.: (21) 2263-2094 / Horário de funcionamento: segunda a sexta-feira, das 7h às 20h30; sábado, das 8h às 12h; fechado aos domingos.

  • Restaurante Basha


Também em Copacabana, o Basha é um restaurante de culinária libanesa liderado pelo chef Nicolas Habre. Estão no cardápio quibe cru, croquetes de cordeiro, charuto de folha de uva com carne bovina, kafta, shawarma e cuscuz marroquino, por exemplo, além de uma seção vegetariana.

Para mim, é o melhor lugar para comer uma boa coalhada fresca no Rio. A coalhada da casa não tem aquele gosto de pão facilmente encontrado na receita de outros restaurantes.

Restaurante Basha: Avenida Nossa Senhora de Copacabana, nº198, loja A – Copacabana, Rio de Janeiro, RJ / Tel.: (21) 2244-5868 / Horário de funcionamento: segunda-feira a sábado, das 10h às 23h; domingo, das 10h às 22h.

  • Grado Restaurante

O Grado fica em um casarão no Jardim Botânico e é capitaneado pelo chef italiano Nello Garaventa, que é um cozinheiro incrível e que faz uma comida que julgo maravilhosa.

O restaurante funciona sob um sistema de menu fechado com três etapas: entrada, prato principal e sobremesa (R$ 198), com clássicos e delícias da cozinha italiana. Vale dizer que Nello também é o nome à frente do irmão caçula Padella Trattoria, em Botafogo.

Grado Restaurante: Rua Visconde de Carandaí, 31 – Jardim Botânico, Rio de Janeiro – RJ / Tel.: (21) 99435-8386 / Horário de funcionamento: terça a sexta-feira, das 19h às 23h; sábado, das 12h30 às 16h30 e das 19h às 23h; domingo, das 12h30 às 17h.

  • Lilia

O restaurante é, sem dúvida, um dos melhores do Rio. Não à toa ele está novamente entre as casas recomendadas do Guia Michelin no Brasil.

O chef Rafael Scatolin faz na casa um cardápio criativo que muda periodicamente, com menus no almoço com entrada, principal e sobremesa, e jantares à la carte e degustação.

Lilia: Rua do Senado, 45, Lapa, Rio de Janeiro – RJ / Tel.: (21) 98777-5660 (WhatsApp) / Horário de funcionamento: segunda a sexta-feira, das 11h30 às 15h e das 19h30 às 22h30; sábado, das 12h às 16h e das 20h às 22h30; fechado aos domingos. 

  • Vera Lanches

Como todo carioca, também aprecio um bom “podrão”. No bairro da Tijuca, na zona norte do Rio, a minha dica é o do Vera Lanches. São diversas combinações, todas com muito molho e acompanhamentos.

Afinal de contas, a vida é muito curta para não comer sanduíche com salsicha e seus aditivos.

Vera Lanches: Rua Haddock Lobo, 426 – Tijuca, Rio de Janeiro – RJ / Tel.: (21) 98255-0986 / Horário de funcionamento: todos os dias, das 18h30 às 3h.