Onde os chefs comem? Com Pedro Mattos, do Pappagallo Cucina, em São Paulo

Já se perguntou onde os chefs dos restaurantes mais badalados do mundo comem quando não estão atrás das panelas? Na nossa coluna, eles abrem o jogo e contam quais seus restaurantes prediletos

Chef Pedro Mattos, nome à frente do Pappagallo Cucina, nos Jardins
Chef Pedro Mattos, nome à frente do Pappagallo Cucina, nos Jardins Ricardo Dangelo

CNN Viagem & Gastronomiado Viagem & Gastronomia São Paulo

Apesar de ser carioca da gema, o chef Pedro Mattos escolheu recentemente a capital paulista para morar e empreender. Com uma trajetória gastronômica que se alonga por mais de duas décadas, ele é conhecido por combinar elementos de várias cozinhas e culturas.

Na Cidade Maravilhosa, ele fundou o Encarnado Burger e em 2022 inaugurou o Casurca, bar-restaurante que ocupa um casarão de esquina tombado, de 1945, na região da Urca.

Além da terra natal, ele se aventura na ponte aérea. Em 2021 abriu o Pappagallo Cucina, nos Jardins, que logo ganhou fama pela lasanha instagramável lotada de fonduta de grana padano. No ano passado, mais uma empreitada: lançou o Pappa Bar, a poucos metros do Pappagallo.

Para 2024, dois novos empreendimentos estão previstos. Um em São Paulo e outro no Rio, claro.

Mas além de seus negócios, o chef também experimenta outras garfadas fora de seu trabalho. Em São Paulo, ele dá preferência para endereços nas regiões dos Jardins e do Itaim Bibi, mas a Barra Funda também entra na rota. Abaixo, confira os restaurantes prediletos do chef Pedro Mattos para comer bem na capital paulista:

  • Tanit

A casa na Oscar Freire comandada por Oscar Bosch tem uma vibe que remete ao clima do litoral espanhol. No cardápio encontramos pedidas mediterrâneas com alma catalã.

Eu amo pedir o fideuà de camarões ou o arroz negro com polvo a la plancha, tinta de lula e allioli. Junto dos pratos, aproveito para tomar um chope da marca espanhola Estrella Galícia.

Restaurante Tanit: Rua Oscar Freire, 145 – Jardim Paulista, São Paulo – SP / Tel.: (11) 3062-6385 / Horário de funcionamento: terça a sexta-feira, das 12h às 16h e das 19h à 0h; sábado, das 12h às 17h e das 19h à 0h; e domingo, das 12h às 17h. 

  • Imakay

Tataki de atum do Imakay
Tataki de atum do Imakay / Obake Fotografia

Quando desejo um sushi com um bom custo-benefício, drinques saborosos (sob chefia do Kevin Cavalcante) e uma carta de vinhos com ótimas opções, logo me vem à mente o Imakay.

Gosto da casa de influências asiáticas no Itaim Bibi porque ela sempre trabalha com peixes frescos, que são preparados com bastante técnica.

Imakay: Rua Urussuí, 330 – Itaim Bibi, São Paulo – SP / Tel.: (11) 3078-7786 / Horário de funcionamento: almoço de segunda a sexta-feira, das 12h às 15h, e sábado, das 12h30 às 16h; jantar de segunda a quarta-feira, das 19h às 23h, e quinta a sábado, das 19h à 0h.

  • Komah

Aprecio a maneira como o Komah apresenta pratos clássicos coreanos de forma contemporânea. O restaurante na Barra Funda faz jus a uma experiência coreana criativa e inovadora.

Uma das especialidades da casa, o Kimchi Bokumbap com Omelete, é um dos meus pratos favoritos. Ele vem com arroz salteado com kimchi e omelete cremoso.

Komah: Rua Cônego Vicente Miguel Marino, 378, Barra Funda, São Paulo – SP / Tel.: (11) 3392-7072 / Horário de funcionamento: segunda a sexta-feira, das 12h às 15h e das 18h30 às 23h; sábado: 12h às 16h e das 19h às 23h. 

  • Restaurante Osso

Restaurante Osso, no Itaim, trabalha com cortes premium e carnes maturadas / Can Fotografia

Focado em carnes, o menu da casa liderada pelo chef Renzo Garibaldi é ótimo. São diversos cortes bovinos e suínos com diferentes maturações.

Minha dica é pedir o arroz de tutano, que é cozido em caldo de carne com tutano, bacon, cogumelos e cebolete. Para acompanhar, aposte em qualquer uma das carnes do cardápio, que vão desde chorizo, ancho e filé mignon até assado de tira e exemplares dry aged.

Restaurante Osso: Rua Bandeira Paulista, 520 – Itaim Bibi, São Paulo – SP / Tel.: (11) 3167-3816 / Horário de funcionamento: segunda a quinta-feira, das 12h às 15h30 e das 19h30 às 23h; sexta-feira, das 12h às 15h30 e das 19h30 à 0h; sábado, das 12h à 0h; domingo, das 12h às 18h.

  • Braca Bar

Em SP, Braca é ‘irmão’ do tradicional Bracarense, no Rio; famoso bolinho de aipim com camarão é garantido no cardápio / Ricardo Dangelo

Quando bate a saudade do Rio de Janeiro vou direto ao Braca, bar no Itaim que é quase uma embaixada carioca em São Paulo. Para mim, o chope é perfeito e chega supergelado à mesa.

Para comer, alguns dos petiscos do cardápio homenageiam outros bares clássicos da Cidade Maravilhosa, como o Bolinho de Bacalhau à la Dondon de Ramos, em homenagem a Dondon, do Bar da Portuguesa, e o Bolinho de Arroz à la Toninho do Momo, homenagem ao Toninho do Bar do Momo.

Braca Bar: Rua Doutor Renato Paes de Barros, 908 – Itaim Bibi – São Paulo – SP / Tel.: (11) 99656-1772 / Horário de funcionamento: segunda-feira, das 11h45 às 15h; terça a sábado, das 11h45 às 23h30; domingo e feriados, das 11h45 às 18h.