Catedral da Sé abre cripta para nova temporada de concertos e apresentações gratuitas

Entre março e junho, "Concertos Cripta" leva ao centro de SP musicistas consagrados e jovens talentos para interpretar obras medievais e até música instrumental brasileira contemporânea

Cripta da Sé recebe nova temporada de apresentações e concertos do evento "Concertos Cripta"
Cripta da Sé recebe nova temporada de apresentações e concertos do evento "Concertos Cripta" LEANDRO MARTINS/LMfotografia

CNN Viagem & Gastronomia São Paulo, SP

Entre os meses de março e junho, a Catedral da Sé, no centro de São Paulo, abre as portas para receber uma nova temporada de concertos e apresentações gratuitas em sua nave e cripta.

Com destaque para aspectos arquitetônicos, artísticos e acústicos, o evento Concertos Cripta traz musicistas consagrados e jovens talentos, que interpretam obras que vão do século 15 ao 21 – incluindo música vocal medieval até grupos de música instrumental brasileira contemporânea.

A série de concertos começou em 2019 como parte das comemorações dos 100 anos da Cripta da Catedral e, desde então, espaços antes raramente abertos ao público já receberam cerca de 39 atrações.

Programação

Neste ano, as apresentações têm início no sábado, 18 de março, na Nave, espaço principal da Catedral. A partir das 13h, o local recebe o Quinteto BrassUka, formado por trompa, tuba, trompete e trombone, em que explora possibilidades dos metais com repertório de diversos períodos. Para a ocasião, não é necessária a retirada antecipada de ingressos.

No mesmo dia, às 16h, é dada a largada de apresentações na cripta com o Duo Ribeiro, formado por Alexandre Ribeiro e Gabriel Ribeiro, pai e filho, que fazem uma inusitada união da teorba, um instrumento medieval, com o violão.

Já em 1º de abril ocorrem duas apresentações especiais ligadas à tradição da Páscoa na música, com tradução simultânea na Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS). Às 13h, Fernanda Ribeiro (soprano), Iara Ungarelli (viola da gamba) e Pedro Augusto Diniz (cravo) executarão um programa de música barroca francesa composto para a Semana Santa por Monsieur Michel de La Lande em 1730.

Às 16h, o Grupo Musivale executará o clássico Stabat Mater, composto por Giovanni Battista Pergolesi, compositor italiano que viveu entre os anos 1710 e 1736.

Apresentações ocorrem desde 2019 na Catedral da Sé / ALEX SILVA/ESTADAO

As apresentações gratuitas seguem aos sábados e domingos entre março e junho, como nos dias 29 de abril, 3 e 4 de junho, todas na Cripta, com distribuição de ingressos de maneira online e presencial.

Vale ressaltar que todos os concertos também serão transmitidos ao vivo nos perfis do Facebook e do YouTube do projeto. Confira mais informações sobre as apresentações no site oficial.

Cripta da Sé

Cripta da Sé fica a sete metros de abaixo do nível da Praça da Sé / Marcelo Sonohara

Inaugurada em 16 de janeiro de 1919, a cripta é como uma capela subterrânea que abriga 30 câmaras mortuárias a sete metros abaixo do nível da praça da Sé.

Com 365 m² e em formato de cruz, o espaço dispõe os restos mortais de importantes personagens da história do Brasil, como de todos os bispos da fase diocesana de São Paulo (entre 1745 e 1908), assim como está sepultado o padre Bartolomeu de Gusmão, que inspirou um dos personagens de “Memorial do Convento”, do escritor português José Saramago.

Já atrás das escadas, na nave central, estão situados os túmulos do padre Diogo Antônio Feijó, regente do Império do Brasil entre 1835 e 1837, e do índio Tibiriçá, cacique da tribo tupiniquim que habitava a região de Piratininga na chegada dos portugueses em 1554.

Concertos Cripta – Temporada 2023
Catedral da Sé, Praça da Sé – Sé, São Paulo – SP;
Sábados e domingos selecionados entre março e junho;
Entrada gratuita. Ingressos via Sympla ou retirada antecipada (retirada online sete dias antes e até a véspera de cada concerto; uma hora antes de cada concerto entradas serão distribuídas presencialmente na Catedral, ao lado da Secretaria.