Estátua de São Miguel Arcanjo maior que o Cristo Redentor é construída no interior de SP

Estrutura de 58 metros poderá ser maior estátua católica do mundo quando lançada e fará parte de futuro complexo religioso na cidade

Saulo Tafarelodo Viagem & Gastronomia

Uma estátua de 58 metros de altura em homenagem a São Miguel Arcanjo está em processo de construção no interior de São Paulo, com direito a mirante em seu peito.

A Basílica da cidade de São Miguel Arcanjo, a 180 km da capital paulista, iniciou neste ano as obras da estrutura, que terá 20 metros a mais do que o Cristo Redentor, no Rio de Janeiro, que possui 38 metros no total – 30 de altura da estátua e oito na sua base. A previsão é que a estátua seja finalizada em três anos.

Quando inaugurada, será a maior estátua católica do mundo até o momento, deixando para trás o monumento de Santa Rita de Cássia, com 56 metros, em Santa Cruz (RN).

Gruta do Arcanjo

A obra faz parte da Gruta do Arcanjo, projeto de um complexo religioso em terreno de 30 mil m² que abrange ainda igreja, praça para missa campal com capacidade para 12 mil pessoas, sala de milagres, museu de arte sacra, área para lojas e praça de alimentação e estacionamento para 550 automóveis.

“Queremos ser referência na devoção a São Miguel Arcanjo”, diz o padre Márcio Almeida, reitor da Basílica de São Miguel Arcanjo. Assim como a Nossa Senhora Aparecida é símbolo da cidade de Aparecida (SP), a construção do complexo almeja ser um marco na devoção ao arcanjo.

“Entendemos que o projeto vai potencializar o turismo não só na cidade, mas também na região”, afirma o padre, que já recebe turistas e fiéis na igreja todos os finais de semana. A prefeitura do município também acompanha o plano e, segundo Aelson de Mattos Apolinário, secretário de cultura e turismo, estudos têm sido feitos para avaliar os impactos do projeto na cidade.

Antes tida como santuário, a igreja foi elevada à categoria de basílica em 2018, título dado pelo Vaticano que confere um status internacional ao local.

Estátua e obras

A estátua ficará a cerca de 1,5 km da Basílica de São Miguel Arcanjo, em um bairro oficialmente chamado de Pinhalzinho.

O escultor Markus Moura é o nome por trás da obra, mesmo responsável pelo Cristo Protetor, monumento de 43,5 metros de altura inaugurado no ano passado em Encantado (RS).

Construção da estátua de São Miguel Arcanjo no interior paulista já foi iniciada / Divulgação

As obras da Gruta do Arcanjo estão divididas em três partes: a primeira, prevista para finalização em três anos, abrange a estátua e o pavilhão devocional. Já as outras duas fases, que abrangem a construção da igreja e posteriormente o restante do complexo, ainda não possuem previsão de abertura.

Segundo o padre Márcio Almeida, reitor da basílica, o projeto tem sido arcado a partir de doações, em que o financiamento não provém do dízimo e nem do poder público.

O projeto tem como inspiração o Santuário de São Miguel Arcanjo, no Monte Gargano, na Itália, que foi fundado no século 5 depois de aparições do Arcanjo. No ano passado, uma comitiva da basílica do interior de São Paulo visitou o local e firmou um termo de irmandade entre as igrejas.