Guia Chapada dos Veadeiros: o que visitar, onde comer e se hospedar na região

Cachoeiras e trilhas no meio do Cerrado fazem do destino um paraíso do ecoturismo a três horas de Brasília; hospedagens especiais e comidas típicas também estão entre as dicas para montar seu roteiro

Daniela Filomenodo Viagem & Gastronomia Chapada dos Veadeiros, Goiás

Vários adjetivos podem descrever a Chapada dos Veadeiros: mágica, mística, única e bela são algumas das palavras que a resumem bem. Mas a Chapada vai além e se mostra como um destino que nos transforma, que nos desafia e que nos dá a noção de um Brasil diverso.

Paraíso de ecoturismo no centro do país, a região apresenta uma mistura de montanhas, cachoeiras e trilhas com direito a paisagens encantadoras do Cerrado e banhos em águas refrescantes de rio. Com suas placas de quartzo e natureza abundante, desconexão e energia também são palavras que nos movem por aqui.

Entre um passeio e outro, comidas típicas com ingredientes bem locais revelam conhecimentos e tradições deste pedaço de Goiás, assim como hospedagens especiais, de pousadas a fazenda luxuosa e até glamping, ajudam a elevar a experiência.

Para tanto, a Chapada dos Veadeiros é mais um dos destinos brasileiros da 6ª temporada do CNN Viagem & Gastronomia, em que admirei as atrações naturais de perto, me refresquei nas cachoeiras, percorri difíceis – mas recompensadoras – trilhas e experimentei a cultura local por meio de receitas tão especiais quanto as pessoas que as fizeram.

Para ajudar no seu roteiro em uma viagem a Chapada, deixo abaixo informações úteis e links com matérias do que fazer, onde ficar e onde comer pela região. São dicas de cachoeiras, do que fazer com os baixinhos, de hospedagens únicas e de comidas que saciam a fome e dão conhecimento. De malas prontas?

Entendendo a Chapada

Quando falamos sobre a Chapada dos Veadeiros estamos nos referindo a uma região no nordeste de Goiás que se distingue por suas belezas e importâncias naturais. A viagem a partir de Brasília leva cerca de três horas de carro e a região conta com algumas cidades-base, como Alto Paraíso de Goiás e Cavalcante. 

Para além das riquezas naturais do entorno, a essência da Chapada reside justamente no Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, um Patrimônio Natural da Humanidade pela Unesco que tem mais de 240 mil hectares.

O parque abrange os municípios de Alto Paraíso de Goiás, Cavalcante, Teresina de Goiás, Nova Roma e São João d’Aliança e é dividido em pelo menos cinco trilhas com atrações naturais, assim como é lar de espécies e formações vegetais únicas, centenas de nascentes e cursos d’água.

O que fazer na Chapada dos Veadeiros:

Onde ficar na Chapada dos Veadeiros:

Onde comer na Chapada dos Veadeiros:

Dicas úteis para sua viagem a Chapada dos Veadeiros

Daniela Filomeno na cachoeira Almécegas II
Daniela Filomeno na cachoeira Almécegas II, uma das mais visitadas da Chapada / CNN Viagem & Gastronomia

Como chegar?

A maneira mais cômoda de se chegar até a Chapada é através de Brasília. São cerca de 240 km de estrada que separam a capital do país e Alto Paraíso de Goiás, a principal porta de entrada para viajantes ávidos para percorrer a região.

Vale ressaltar que Brasília é conectada com voos diretos a partir de várias capitais e cidades do país. Uma vez em Brasília, é necessário percorrer os 240 km até Alto Paraíso e outras cidades vizinhas por meio de carro.

Como se locomover?

O melhor – e talvez o único modo – de acessar as atrações naturais da Chapada e suas propriedades, bem como ir a restaurantes e se locomover pela região, é por meio de carro.

Tenha em mente que tudo o que fizer por aqui leva, ao menos, meia hora de carro, já que as cachoeiras, trilhas e atividades são afastadas entre si e feitas em meio à natureza. A grande maioria das estradas é de terra e acessível apenas com veículos 4×4, sendo alguns trechos mais desafiadores que outros.

Vale destacar que grande parte dos viajantes que chegam por Brasília em direção à Chapada alugam carros no próprio aeroporto.

Quando ir?

A Chapada e o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros podem ser visitados ao longo do ano todo. A região, porém, tem dois períodos bem definidos: o período de seca, que vai de maio a outubro, e o período de chuvas, que segue entre novembro e abril.

A época da seca apresenta dias quentes e ensolarados, com noites mais amenas. É período sem preocupações de trombas d’água ou chuvas durante os passeios – o que pode comprometer a viagem. Em abril as chuvas começam a diminuir, o que significa que ainda há cachoeiras com águas abundantes e vegetação aflorada. Nos meses seguintes, o cenário vai mudando com o avanço da seca.

Vale lembrar que é perigoso visitar cachoeiras e fazer passeios com chuvas intensas na região. E tenha em mente que, assim como outros destinos, a Chapada costuma receber muitos visitantes durante as férias escolares e feriados prolongados.

Para aproveitar as maravilhas naturais, as cachoeiras e percorrer a região com calma, é recomendado que a viagem tenha duração de, pelo menos, quatro dias a uma semana.

O que levar?

A mala é um assunto sério na Chapada: sem alguns itens a viagem fica mais trabalhosa e menos proveitosa. Sapatilhas ou papetes para uso nas trilhas, rios e cachoeiras são indispensáveis, já que que as atrações naturais costumam ser escorregadias e ter alta concentração de pedras.

Protetor solar, repelente a insetos e roupas de banho também devem estar na mala.

Do resto, garrafa d’água, roupas confortáveis e de esporte, assim como mochilas e ainda agasalhos (como jaqueta corta vento e moletons para queda de temperatura à noite) são itens essenciais.