Passeios panorâmicos nos EUA: veja 6 opções para admirar as folhagens do outono

CNN selecionou caminhos e estradas americanas com vistas das mais belas paisagens para que você possa se sentar atrás do volante e sentir a vibe do outono no hemisfério norte

Você está pronto para um passeio clássico ao longo de uma estrada pitoresca dos EUA neste outono? Pessoas que vivem ou viajam para Michigan certamente têm uma escolha excelente
Você está pronto para um passeio clássico ao longo de uma estrada pitoresca dos EUA neste outono? Pessoas que vivem ou viajam para Michigan certamente têm uma escolha excelente PureMichigan

Forrest Brownda CNN

Muitas estradas dos Estados Unidos nada mais são do que uma monstruosidade entupida ou uma maneira eficiente, mas insípida, de ir de um ponto A ao ponto B.

Mas por vezes, as estradas e as belezas naturais encontram-se numa convergência harmoniosa onde dirigir pode ser uma delícia e ainda mais importante do que o destino. Isto pode ser especialmente verdadeiro no outono, com a mudança de cor das folhas.

Quanto a quando ir, o tempo é tudo para um perfeito passeio de outono. Se você deseja otimizar suas chances de capturar folhas em vários tons de laranja, vermelho, roxo e dourado em seu pico, confira este mapa preditor de folhagem dos EUA.

Lembre-se apenas de que o pico de visualização das folhas também pode significar o horário de pico do tráfego; planeje adequadamente, especialmente para fins de semana.

Quanto a onde ir, aqui estão seis fantásticos passeios panorâmicos de outono espalhados pelo território continental dos Estados Unidos, juntamente com muitas outras coisas para ver e fazer quando você encostar o carro.

M-119, Michigan

A M-119 é um passeio panorâmico na parte noroeste da Península Inferior, em Michigan. Ela abraça o Lago Michigan e é conhecida como o “Túnel das Árvores” / PureMichigan

Os Grandes Lagos proporcionam excelentes paisagens. E o estado de Michigan faz fronteira com três deles – Michigan, Huron e Superior – proporcionando um número estonteante de opções. David Lorenz, vice-presidente da Travel Michigan, ajuda a reduzir as opções, elogiando a M-119, escondida no noroeste da Península Inferior de Michigan.

É carinhosamente conhecida como “Túnel das Árvores”, disse Lorenz. A estrada começa nos arredores da cidade de Harbor Springs e se estende por 33,8 quilômetros ao norte até Cross Village. Ela abraça a costa do Lago Michigan, apresentando “algumas das folhas de outono mais brilhantes do estado que certamente encantarão qualquer viajante”, afirma Lorenz.

Siga este mapa e transforme a viagem em um circuito panorâmico de cerca de 80 quilômetros, ou uma hora e 15 minutos de carro.

Ao longo do percurso ou nas proximidades:

  • A Travel Michigan disse que a Reserva Natural Thorne Swift, em Harbor Springs, é uma ótima parada para tirar fotos da folhagem de outono.
  • A Good Hart General Store tem um charme do início do século 20.
  • Não tem medo de altura? O pedestre SkyBridge Michigan no Boyne Mountain Resort tem 366 metros de comprimento. Fica a cerca de 42 quilômetros ao sul de Harbor Springs.
  • Aproveite o 44º Festival Anual da Maçã em Charlevoix, cerca de 40 minutos a sudoeste de Harbor Springs. O festival acontece de 13 a 15 de outubro deste ano.

Estrada panorâmica do rio Salmon, Idaho

Uma linha de álamos dourados enfeita uma encosta nas montanhas Sawtooth em Stanley, Idaho / Anna Gorin/Moment RF/Getty Images

“Aquilo era um alce?” “Acabei de ver um alce?” Você e seus acompanhantes podem estar fazendo essas perguntas no caminho panorâmico do rio Salmon, sugerido por Laurie McConnell, especialista sênior em comunicações de turismo da Visit Idaho.

Este atalho de 260 quilômetros “passa por alguns dos mais acidentados e remotos condados da Lower 48, seguindo o rio Salmon através das florestas nacionais de Salmon e Challis e fornece acesso a oportunidades ao ar livre de cair o queixo”, disse McConnell.

Quanto ao visual, “grandes áreas de álamos exibem as cores do outono em ouro amarelo queimado, mas espera-se que outras árvores exibam vermelho, laranja e caramelo”, disse ela.

Ao longo do percurso ou nas proximidades:

  • O Centro Interpretativo, Cultural e Educacional Sacajawea é o lugar perfeito para conhecer os habitantes originais da região. (McConnell chama isso de parada “imperdível”).
  • O Parque Estadual Land of Yankee Fork apresenta as cidades fantasmas de Custer, Bayhorse e Bonanza. E administra a Challis Hot Springs às margens do rio Salmon.
  • Redfish Lake é o maior da Área de Recreação Nacional Sawtooth. Venha aqui para observar a natureza, fazer caminhadas, pescar – e nadar, se você aguentar a água fria!

Estrada panorâmica das Terras Altas dos Apalaches, Alabama

Em Mentone, Alabama, a histórica ponte coberta Old Union Crossing foi originalmente construída em 1863. Esta versão foi reconstruída sobre uma ponte existente em 1980 / Jacqueline Nix/iStock Editorial/Getty Images

Se você pensava que a beleza dos Apalaches estava só no norte da Geórgia, este caminho panorâmico na parte nordeste deste estado do sul profundo provará que você está deliciosamente errado.

Seus quase 130 quilômetros são acidentados e cheios de curvas em alguns lugares, “mas no geral, não é um caminho difícil”, disse Jo Jo Terry, estrategista de marketing digital do Departamento de Turismo do Alabama. “As cores do outono serão mais predominantes na parte norte da trilha. A paisagem é linda ao longo de toda a trilha”.

Os motoristas encontrarão vegetação exuberante, formações geológicas interessantes e comunidades pitorescas ao longo do percurso.

Ao longo do percurso ou nas proximidades:

  • O Parque Estadual Cheaha, no extremo sul da estrada, abriga o ponto mais alto do Alabama e é conhecido por suas belas vistas panorâmicas, disse Terry.
  • O Parque Estadual DeSoto, no extremo norte da estrada, possui cachoeiras e tem entre suas atividades caminhadas, camping e observação de pássaros.
  • Mentone é uma comunidade de artes e ofícios a cerca de 10 minutos do DeSoto State Park. O “Wildflower Café é um lugar delicioso e mágico para comer”, disse Terry.
  • A Reserva Nacional Little River Canyon contém “um dos sistemas de cânions e desfiladeiros mais profundos e extensos do leste dos Estados Unidos”, de acordo com o Serviço Nacional de Parques dos EUA.

Estrada principal para o caminho panorâmico Taos, Novo México

O Santuário de Chimayó, no Novo México, é uma parada encantadora e histórica ao longo da Estrada para o caminho panorâmico Taos / New Mexico True

Quem iria querer sair da charmosa Santa Fé? Uma coisa que poderia atraí-lo para fora da capital do estado seria a estrada principal para o caminho panorâmico Taos, uma rota de 122 quilômetros ao norte até a famosa cidade de esqui.

Nicole Barker, gerente de relações públicas do Departamento de Turismo do Novo México, conta que leva cerca de uma hora e 45 minutos dirigindo sem parar. Mas ela sugere que as pessoas planejem pelo menos meio dia para aproveitar ao máximo o percurso. E o que você verá?

“A rota serpenteia por terras áridas desérticas, impressionantes formações geológicas brancas e choupos pintados da cor ouro que margeiam o rio Nambe antes de serpentear por aldeias tendo como pano de fundo os bosques dourados de álamos da Floresta Nacional de Carson e as sempre-vivas escuras e profundas que cobrem o sopé dos picos Sangre de Cristo”, disse Barker.

Ao longo do percurso ou nas proximidades:

  • O Santuário de Chimayó é uma igreja católica do século 19 que é um marco histórico nacional. Barker disse que o outono é a época perfeita para comprar pimenta vermelha Chimayó, que só é cultivada na cidade de Chimayó.
  • A galeria de arte popular Eight Million Gods fica em Truchas, um assentamento hispânico do século 18 que se tornou um enclave de artistas.
  • O Mirante Truchas “também vale a pena parar para apreciar as vistas do Vale Quemado e dos Picos Truchas”, disse Barker.
  • “A High Road Art Trail facilita aos visitantes a localização de estúdios e galerias”, disse Barker.

Estrada panorâmica da trilha Mohawk, Massachusetts

A trilha Mohawk serpenteia pelas cores do outono de Massachusetts / haveseen/iStockphoto/Getty Images

Massachusetts e os passeios de outono andam de mãos dadas. A estrada panorâmica da trilha Mohawk, de pouco mais de 110 quilômetros, passa por três condados no noroeste de Massachusetts, diz Peter Tomyl, presidente da Mohawk Trail Association – Conselho Regional de Turismo, e o outono é uma das melhores épocas para ir “com tons vibrantes de laranja, vermelho e amarelo dançam ao longo do horizonte que passa”.

“Quantas paradas ao longo do caminho os visitantes escolhem fazer determinam exatamente quanto tempo a viagem durará”, disse ele.

“Grandes partes da rota serpenteiam por colinas ladeadas por paisagens florestais exuberantes [e] escaladas da montanha Berkshire”, disse ele, acrescentando que a trilha passa por “cidades pitorescas de Massachusetts, extensas fazendas e uma vasta variedade restaurantes, cervejarias, cafeterias e marcos históricos incríveis”.

Ao longo do percurso ou nas proximidades:

  • Hairpin Turn em North Adams é “um dos destinos mais populares em Berkshires. Hairpin Turn é ótimo para visitar ao pôr do sol e oferece vistas panorâmicas de tirar o fôlego”, disse Tomyl.
  • A Reserva Estadual Mount Greylock é o ponto mais alto de Massachusetts e oferece vistas deslumbrantes.
  • Susan B Anthony Birthplace Museum, em Adams, explora a vida do famoso advogado.
  • O Museu de Arte do Williams College, em Williamstown, tem mais de 15 mil obras e é gratuito.

Blue Ridge Parkway, Carolina do Norte e Virgínia

O histórico Mabry Mill, na Blue Ridge Parkway, na Virgínia, é um ótimo local para parar e refletir sobre os dias passados / LaserLens/iStockphoto/Getty Images

Esta estrada esplêndida e curva atravessa as montanhas Blue Ridge. Começa na Virgínia e continua para sudoeste até a Carolina do Norte, e o comprimento total é de 755 quilômetros. A estrada é gratuita e está aberta 24 horas por dia, a menos que partes sejam fechadas por motivos como clima ou deslizamentos de terra. Está livre de qualquer caminho comercial – sem outdoors e empresas à vista.

Você não precisa enfrentar tudo de uma vez, a menos que queira uma viagem realmente longa; apenas escolha uma parte e divirta-se na direção.

Ao longo do percurso e nas proximidades:

  • Na Virgínia, o clube automotivo e de viagens AAA sugere que você pare e aproveite Mabry Mill no marco 176, onde Ed Mabry e sua esposa, Lizzy, moeram milho e serraram madeira por três décadas. Confira também o Blue Ridge Music Center no marco 213.
  • Na Carolina do Norte, veja como era a vida dos Cherokee na Oconaluftee Indian Village, no marco 469.1.
  • Também na Carolina do Norte, explore o pico mais alto a leste do Mississippi no Mount Mitchell State Park ou confira Biltmore Estate, que parece majestoso no outono.

Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

versão original