Próximo de Paris, museu exibe desde avião de Santos Dumont até foguetes espaciais

Museu Nacional do Ar e do Espaço da França conta história do desenvolvimento da aviação desde os primórdios até a conquista do espaço, com direito a caças e foguete de 50 metros

Aeronaves e foguete estacionados na área externa do Museu Nacional do Ar e do Espaço da França, a 10 min de Paris
Aeronaves e foguete estacionados na área externa do Museu Nacional do Ar e do Espaço da França, a 10 min de Paris Reprodução/Facebook

CNN Viagem & Gastronomiado Viagem & Gastronomia

Com mais de 70 metros de comprimento, um Airbus A380 fica estacionado a poucos metros de um Boeing 747, aeronave que já foi considerada a “Rainha dos Céus”. Dois jatos supersônicos Concorde também ficam lado a lado, e, na galeria vizinha, aviões da Segunda Guerra Mundial lembram a tecnologia do passado.

Assim é o Museu Nacional do Ar e do Espaço da França (Musée de l’Air et de l’Espace), principal museu aeronáutico do país que fica localizado a apenas 10 minutos de carro de Paris.

O museu ocupa parte do Aeroporto de Le Bourget, o primeiro grande aeroporto a servir Paris, e possui mais de 350 aviões, satélites, foguetes, obras de arte, uniformes e documentos históricos que abrangem três ramos do voo: balonismo, aviação e espaço.

Ao todo são nove diferentes salas de exposições, bem como uma área de exposição ao ar livre próxima da pista, planetário e área kids com atividades interativas sobre aeronáutica e espaço.

Avião de Santos Dumont e foguetes

Modelo do Demoseille, avião projetado por Santos Dumont e exposto no Museu Nacional do Ar e do Espaço da França
Modelo do Demoseille, avião projetado por Santos Dumont e exposto no Museu Nacional do Ar e do Espaço da França / Alan Wilson/Flickr

Uma das galerias é dedicada aos pioneiros da aviação, que remonta desde a primeira viagem de balão até o início da aviação. Entre os itens há o avião Demoiselle, criação de ninguém menos do que Santos Dumont. Concluído em 1908, o Demoiselle foi um avião pensado para ser produzido em massa e tinha fuselagem de bambu.

Já o Concorde Hall é onde ficam expostos jatos, os quais se alastraram no pós-guerra. É o único lugar no mundo onde visitantes podem checar dois Concorde, avião supersônico britânico-francês que podia atingir quase o dobro da velocidade do som.

Na área externa, é possível ficar pertinho de um A380, maior avião comercial do mundo, assim como de um Boeing 747 e admirar dois modelos em tamanho real dos foguetes Ariane I e Ariane V, os quais medem 47 e 50 metros respectivamente. Eles foram construídos pela Agência Espacial Europeia (ESA), pelo Centro Nacional Francês de Estudos Espaciais (CNES) e pela empresa Arianespace.

Outras galerias abrangem itens importantes para a aviação militar francesa, assim como alguns girocópteros e helicópteros militares e artefatos importantes para o desenvolvimento da aviação militar desde o seu início em 1914 até a Segunda Guerra Mundial.

Concorde da Air France exposto no Museu Nacional do Ar e do Espaço da França
Concorde da Air France é um dos jatos expostos nas galerias do museu / Wikimedia Commons

Outras atividades paralelas divertem também as crianças. Junto delas é possível adentrar o planetário, que responde algumas perguntas sobre o espaço, incluindo curiosidades da circunferência do Sol e quanto tempo leva para viajar para Marte, ou ainda aproveitar a área “Planète Pilote”, espaço de mil metros quadrados com mais de 40 atividades interativas sobre aeronáutica e espaço.

Ao longo do ano, alguns eventos especiais ocorrem no museu, como exibição de filmes ao ar livre com projeção na fuselagem do Boeing 747. Os eventos podem ser acompanhados pelo site.

A tarifa cheia para exposição permanente do museu sai por 17 € (cerca de R$ 98) para pessoas acima de 26 anos. Indivíduos abaixo dos 26 anos não pagam, bem como a entrada no primeiro domingo de cada mês é gratuita. Algumas atividades são pagas, como a entrada em alguns aviões, que variam de 6 € a8 € (entre R$ 34 e R$ 46).

Expansão do Musée de l’Air et de l’Espaco

Para os próximos anos, expansões estão previstas no museu a tempo da chegada da linha 17 do metrô Grand Paris Express em 2026.

Um novo edifício de 4 mil metros quadrados e galeria dedicada ao controle de tráfego aéreo estão entre as aberturas previstas, de acordo com a imprensa francesa.

Musée de l’Air et de l’Espace: Aeroporto de Paris-Le Bourget / Funcionamento: aberto todos os dias, com exceção das segundas-feiras / Horários: das 10h às 18h entre 1º de abril e 30 de setembro e das 10h às 17h entre 1º de outubro e 31 de março.