Três parrillas que valem a pena em Montevidéu, no Uruguai

Um dos maiores consumidores de carne do mundo, país possui prática e tradição na hora de preparar um bom churrasco; Giuliana Nogueira conta onde apreciar a parrilla no território vizinho

Corte de entraña fina do Parrilla La Barra, uma das opções de churrasco na capital uruguaia
Corte de entraña fina do Parrilla La Barra, uma das opções de churrasco na capital uruguaia Giuliana Nogueira

Giuliana Nogueirado Viagem & Gastronomia Montevidéu, Uruguai

Pensem em um país de apenas 3,4 milhões de habitantes que está entre os maiores consumidores de proteína animal do mundo e consta como, proporcionalmente, o maior consumidor de carne bovina do planeta segundo um estudo recente. Assim é o Uruguai, que, sem dúvidas, possui muita prática na hora de preparar um bom assado.

Entre os cortes de carne, os nomes são similares aos argentinos, mas o processo é um pouco diferente. No churrasco uruguaio ou parrilla, como se diz por lá, usa-se lenha, enquanto os argentinos são mais adeptos ao carvão.

Com diferentes tipos de lenhas é possível obter um “tempero” extra através do processo de defumação. Nos acompanhamentos, na grande maioria das parrillas, escolho salada, batatas assadas ou legumes – mesmo que massas e risotos apareçam no menu, estão quase sempre bem abaixo da qualidade da carne, por isso este é um quesito que não vou avaliar aqui.

E comer uma parrilla no Uruguai não precisa ser exatamente um programa caro. As parrillas de bairro estão espalhadas por toda parte e algumas oferecem carnes de boa qualidade. Frequentemente tem um bom assador conduzindo o espetáculo.

Nas parrillas de grife, que já são nomes conhecidos dos brasileiros, como Garcia, La Perdiz e El Palenque, se gasta um pouco mais.

Confira a seguir alguns lugares não tão famosos e, claro, um pouco mais econômicos que as ilustres mencionadas, mas que fazem bonito na grelha em Montevidéu.

1114 La Barra

Entraña fina é uma das estrelas do menu que vem no ponto perfeito de ponta a ponta / Giuliana Nogueira

Frequentada quase que unicamente por uruguaios, a pequena e agradável La Barra oferece belíssimas opções de carne preparadas no ponto perfeito da casa. A colita de cuadril feedlot (extremamente macia), equivalente a nossa maminha, é uma opção saborosa e menos gordurosa, que pode chegar à mesa bem temperada com um vinagrete perfeito.

Já a entraña fina é uma das estrelas do menu. No ponto perfeito de ponta a ponta, é extremamente saborosa. Um corte menos comum no Brasil, não se assuste com o nome, vale a pena provar.

No cardápio também aparecem opções como a milanesa de entrecot empanada em panko ou o assado de ancho para quem quer ir no clássico. O pãozinho (embora ninguém vá a uma parrilla para comer pão) é excelente, devo mencionar. Vale um ponto extra.

1114 La Barra: Gral. Brito del Pino 1114, 11300 Montevidéu, Departamento de Montevidéu, Uruguai / Tel.: (+598) 9926-8333 / Horário de funcionamento: terça a sexta das 19h30 à 0h; sábado e domingo das 12h às 16h. 

La Otra Parrilla

Dividem a cena na casa o público local e os turistas em uma parrilla clássica e que nunca erra. Quem senta no balcão vai sair um pouco defumado, mas vale o espetáculo de ver as carnes sendo preparadas.

A casa serve molleja, chorizo e morcilla de qualidade impecável e, para os mais audaciosos, uma porção de chichulin preparado à perfeição é a dica. A pedida da casa? Sem dúvida o ojo de bife de ancho.

Vale dizer que o atendimento simpático colabora com uma ótima experiência nessa casa.

La Otra Parrilla: Tomás Diago 758, 11300 Montevidéu, Departamento de Montevidéu, Uruguai / Tel.: (+598) 2711-3006 / Horário de funcionamento: todos os dias das 12h às 16h e das 19h à 0h. 

El Puesto

O assado de tira é o grande clássico da parrilla uruguaia. O corte transversal da costela é uma carne mais firme, contudo extremamente saborosa, em especial a parte próxima ao osso.

É também uma das especialidades dessa casa que fica no bairro de Carrasco, um pouco mais afastada e numa região com preços mais elevados, mas que vale a viagem até a região.

El Puesto: Dr. Alejandro Schroeder 6415, 11500 Montevidéu, Departamento de Montevidéu, Uruguai / Tel.: (+598) 2600-9520 / Horário de funcionamento: segunda a sábado das 11h à 0h; domingo das 11h às 17h. 

Bônus: Fuego Celeste (São Paulo)

Fuego Celeste é opção de parrilla do Uruguai em plena capital paulista / Raul Nelson

Ficou com desejo de um bom assado uruguaio e ainda está sem data para viajar para o “paisito”?

Um dos melhores representantes da cultura uruguaia das parrillas em São Paulo é o Fuego Celeste, do também uruguaio Rodrigo Facal, com unidades na Vila Mariana e em Moema.

Como manda o figurino, a lenha é a responsável por grelhar a carne. De quebra, vinhos uruguaios na carta e belas empanadas completam a cena.

Fuego Celeste: Rua Joaquim Távora, 1068 (Unidade Vila Mariana); Avenida Jacutinga, 365 (Unidade Moema) / Tel.: (11) 4563-8999 (Vila Mariana); (11) 5051-7575 (Moema) / Horário de funcionamento: terça a sexta das 12h às 15h e das 18h30 às 22h; sábado das 12h às 22h e domingo das 12h às 16h. 

* Os textos publicados pelos Insiders e Colunistas não refletem, necessariamente, a opinião do CNN Viagem & Gastronomia.

Sobre Giuliana Nogueira

Giuliana Nogueira / Acervo pessoal

Giuliana Nogueira é brasileira, psicóloga, fotógrafa e assessora de comunicação. Não é enóloga nem sommelierè, mas é enófila, apaixonada especialmente por vinhos uruguaios e pelo Uruguai. Mantém o Instragram @Instatannat, falando mais de vinhos uruguaios que os próprios uruguaios. Sempre que pode viaja até a terra dos nossos vizinhos, que sabem receber muito bem.