Vik anuncia hotel no interior de SP inspirado na luxuosa propriedade chilena da marca

Primeira unidade da marca da vinícola chilena no Brasil ficará em Araçoiaba da Serra e terá investimento de US$ 100 milhões com direito a praia artificial e campos de golfe

Detalhes do hotel no Vale do Millahue: projeto brasileiro deve se espelhar na unidade chilena
Detalhes do hotel no Vale do Millahue: projeto brasileiro deve se espelhar na unidade chilena Divulgação

CNN Viagem & Gastronomiado Viagem & Gastronomia São Paulo, SP

Com hotéis no Uruguai e na Itália e experiências enoturísticas em vinícola própria no Chile, a marca Vik já tem um novo destino para sua expansão: o interior de São Paulo.

Para 2024 está prevista a abertura de um projeto imobiliário em Araçoiaba da Serra, a cerca de 1h20 da capital.

Com investimentos que rondam os US$ 100 milhões (cerca de R$ 485 milhões), a marca aposta em um hotel de características similares à emblemática propriedade no Vale do Millahue, no Chile: um prédio principal com 20 quartos, 10 bangalôs e 10 unidades residenciais.

A construção ocupará um terreno de cinco mil hectares dentro de um empreendimento e ainda dará acesso a um vinhedo, praia artificial, campos de golfe, quadras de tênis, cavalariças e ao menos três restaurantes.

O arquiteto uruguaio Marcelo Daglio, que participou da construção do Vik Chile, será o responsável pelo projeto arquitetônico, o qual promete incorporar a geografia, a flora e a fauna brasileiras.

Destaque nacional

De acordo com a empresa, o principal motivo para a instalação de uma unidade Vik por aqui é o destaque que o Brasil possui no mercado de ultraluxo. Viajantes brasileiros são um dos principais públicos da vinícola no Chile e o hotel desembarca em solo nacional para dar continuidade à grande demanda dos consumidores da marca.

“Uma vez que o Brasil é nosso principal mercado, esse hotel nos permitirá avançar em nosso posicionamento e projetar uma consolidação importante de Vik no segmento de luxo brasileiro”, diz Gastón Williams, CEO do Vik Chile, em comunicado.

Após dois anos de conversas, o desenvolvimento do projeto foi firmado em parceria com a Luan Investimentos, holding imobiliária especializada na construção de condomínios e hotéis de luxo.

Vik Chile

A vinícola Vik foi fundada em 2006 por Alex e Carrie Vik e hoje se destaca entre as melhores do mundo: figura na 4ª posição no ranking das 50 melhores vinícolas, de acordo com o World’s Best Vineyards.

O casal acabou por criar também uma cadeia de hotéis de luxo sob o selo Vik Retreats. Além do hotel-vinícola no Vale do Millahue, a 200 km de Santiago, hoje há três unidades no Uruguai e uma na Itália, esta última dentro da Galleria Vittorio Emanuele II, no coração de Milão.

O Vik Chile foi um dos destinos da quarta temporada do CNN Viagem & Gastronomia, em que Daniela Filomeno mergulhou nas experiências enoturísticas únicas que o hotel-vinícola proporciona aos seus hóspedes.

“Digo que o Vik Chile não é um hotel luxuoso ou super sofisticado. É mais do que isso. Defino-o como um hotel de experiências, que nos traz para perto da terra, do vinho e da arte”, escreveu a apresentadora.

A propriedade tem degustações de vinhos especiais, passeios pela vinícola, horta, restaurante com conceito farm to table, 22 quartos de diferentes temas e artes espalhadas por todos os cantos, incluindo o próprio design arrojado do hotel e da bodega.

Sobre Araçoiaba da Serra

A cerca de 120 km de São Paulo, a cidade do interior fica na região metropolitana de Sorocaba e tem cerca de 35 mil habitantes.

Conhecida como o “Esconderijo do Sol”, a cidade é reduto de visitantes e apreciadores de trilhas e lagos, em que é detentora de um dos melhores climas do país, de acordo com órgão de turismo do estado de São Paulo.

Há cascatas e piscinas naturais nos limites da Flona – Floresta Nacional de Ipanema, uma unidade de conservação federal administrada pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade. Segundo ICMBio, a floresta abriga cerca de 75 espécies de mamíferos, 354 de aves, 27 de répteis, 38 de anfíbios e 37 de peixes.

O local ainda guarda sítios arqueológicos anteriores à chegada dos colonizadores, que estão protegidos pela mata do Morro Araçoiaba. O município também está ligado ao turismo rural.