Tenet, novo filme de Christopher Nolan, pode ser um sucesso mesmo na pandemia


Frank Pallotta, da CNN
03 de setembro de 2020 às 11:45 | Atualizado 03 de setembro de 2020 às 11:45
‘Tenet’ era um dos filmes mais aguardados antes da pandemia

‘Tenet’, thriller de espionagem e viagem no tempo de Christopher Nolan, era um dos filmes mais aguardados antes da pandemia

Foto: Melinda Sue Gordon/ Warner Bros

A expectativa era que Tenet seria um dos filmes mais importantes de 2020. Agora, a produção tentará ser um sucesso de bilheteria em um mercado fragmentado durante a pandemia do novo coronavírus.

Após vários adiamentos em sua estreia, planejada inicialmente para julho, o filme da Warner Bros finalmente estreia nos Estados Unidos nesta quinta-feira (3). E Hollywood acompanhará de perto para usar Tenet como um indicador da viabilidade do mercado de cinema daqui para frente.

Pode parecer improvável que Tenet, ou qualquer filme, consiga uma grande audiência enquanto os casos de Covid-19 ainda aumentam em algumas áreas do país. Mas o filme ainda pode ser o sucesso que a Warner Bros e os cinemas precisam graças à falta de competição.

Ainda assim, mesmo os maiores fãs do diretor Christopher Nolan estão se perguntando se é realmente seguro ir aos cinemas agora. E essa incerteza coloca muita pressão em Tenet – e mudou a métrica de sucesso de Hollywood, de forma geral.

Assista e leia também:

Estes são os filmes que você deveria assistir quando os cinemas reabrirem

Maior rede de cinemas do mundo reabrirá salas nos EUA com ingressos a US$ 0,15

Disney atrasa estreias de 'Avatar', 'Star Wars' e retira 'Mulan' do calendário

"Temos que recalibrar nosso pensamento sobre o que constitui um blockbuster no mercado de hoje com os desafios da pandemia", disse Paul Dergarabedian, analista sênior de mídia da Comscore, à CNN. "A pandemia mudou tudo, incluindo as expectativas."

Como Tenet pode ser um sucesso?

Tenet, um thriller de espionagem e viagem no tempo, pode não precisar de um grande público em sua estreia para ser um sucesso. Alguns dos maiores sucessos de Hollywood, incluindo E.T. e Titanic, não tiveram grandes fins de semana de estreia, mas acumularam público ao longo de vários meses.

Este pode ser um caminho para Tenet. Com a pandemia adiando sucessos como F9 e Top Gun: Maverick para o próximo ano, e títulos como Mulan indo para o Disney+, os cinemas têm muitas telas vazias para preencher. Esse excedente permitirá que filmes como Tenet sejam exibidos por mais tempo do que o normal para blockbusters, o que pode beneficiar seus resultados financeiros.

"Os filmes terão 'pernas' novamente", disse Dergarabedian. "A capacidade menor e menos salas abertas significa que o filme terá de ser julgado por sua bilheteria no final do que será uma maratona de exibição, não pela métrica tradicional de fim de semana de estreia, para ser ou não um sucesso de bilheteria."

Além disso, ele acrescentou que os cinemas nos principais mercados, como a cidade de Nova York, ainda estão fechados. Portanto, se esses mercados reabrirem, Tenet poderá ter vários saltos de bilheteria ao longo do ano.

Sessão de Tenet em cinema de Londres, na inglaterra, na estreia do filme no país

Sessão de 'Tenet' em cinema de Londres, na Inglaterra, na estreia do filme no país

Foto: Henry Nicholls - 26.ago.2020/ Reuters

"Uma janela teatral mais longa garante que as cidades deixadas de fora no início ainda possam ter relevância na futura estreia de um filme, quando esses cinemas puderem abrir", disse ele.

E mesmo se a maioria dos cinemas nos Estados Unidos permanecer fechada, Tenet pode se tornar um sucesso. Isso porque o filme já teve um início sólido no exterior, faturando cerca de US$ 54 milhões em vários mercados internacionais no último fim de semana.

"Será um sucesso de bilheteria? Não sei. Rentável? Provavelmente", disse Doug Stone, presidente da Box Office Analyst, à CNN. "Acho que a Warner Bros e Christopher Nolan ficariam felizes em obter lucro, considerando todas as coisas."

As pessoas devem ir ao cinema agora?

As coisas certamente mudaram para Hollywood. A pandemia do novo coronavírus fechou os cinemas dos EUA por cinco meses e, nesse período, os consumidores se acostumaram a assistir a filmes em casa por meio de serviços de streaming.

Agora, o maior problema é convencer os espectadores de que os cinemas são seguros. A médica Rochelle Walensky, analista da CNN, disse que ir ao cinema não é algo que ela "faria e recomendaria", mas acrescentou que "tudo depende das circunstâncias".

Redes de cinema como a AMC criaram diretrizes de segurança, como exigir que todos os clientes usem máscaras, além de limitar a capacidade das salas. Não está claro, entretanto, se essas medidas são suficientes para motivar as pessoas a comprar um ingresso.

O que realmente preocupa a doutora Walensky são as concessões necessárias em um cinema. "Não podemos comer pipoca e ficar de máscara", disse Walenksy. "Todas essas coisas que são comportamentos naturais e prazerosos quando você está tentando se divertir no cinema não são realmente uma boa ideia [durante a pandemia]."

Então, como convencer os cinéfilos, que se acostumaram a ficar em casa, de que ir ao cinema é seguro quando os especialistas médicos não necessariamente recomendam isso? A resposta a essa pergunta, acima de tudo, será a chave para saber se Tenet ou qualquer filme que está por vir, será um blockbuster.

“O fator mais importante em tudo isso é a saúde e a segurança dos cinéfilos”, disse Dergarabedian. "Contanto que os protocolos estritamente aplicados sejam visíveis e cumpridos, a confiança do consumidor aumentará com o tempo. Isso não vale apenas para 'Tenet', mas para todos os filmes em busca de sucesso."

(Texto traduzido, clique aqui para ler o original em inglês)