Globo de Ouro inaugura a temporada de premiações em 2021 em meio à pandemia

As medidas para evitar o contágio da Covid-19 na cerimônia devem ditar o tom das próximas grandes premiações, como o Oscar e o Grammy

Luana Franzão*, da CNN, em São Paulo
28 de fevereiro de 2021 às 05:00
Globo de Ouro
O Globo de Ouro abre a temporada das premiações mais importantes
Foto: Divulgação/Golden Globes

A 78ª edição do Globo de Ouro acontece neste domingo (28), um pouco mais tarde do que em anos anteriores, já que a premiação - que geralmente ocorre em janeiro - foi postergada para o último dia de fevereiro por causa da pandemia de Covid-19, que permanece em alta nos Estados Unidos e no mundo.

A pandemia ditou grande parte dos planos para essa edição, que será bem diferente das outras. Já tendo acompanhado as cerimônias remotas do Emmy Awards e outros prêmios, a equipe do Globo de Ouro pôde se planejar com maior antecedência e informações.

Os olhos de toda a indústria do entretenimento estão voltados para o evento, que ditará como serão as cerimônias remotas das maiores premiações.

A apresentação será comandada pelas atrizes e comediantes americanas Amy Poehler e Tina Fey, que já participaram previamente do evento.

Elas apresentarão em dois locais diferentes: Poehler em Los Angeles, no Beverly Hilton Hotel, local tradicional da cerimônia, e Fey em Nova York, na sede da emissora NBC dentro do Rockefeller Center.

Algumas figuras do cinema e da televisão comparecerão presencialmente nos locais onde ocorrerão a transmissão para anunciar os vencedores. Alguns nomes cotados são Joaquin Pheonix, que estrelou o último Coringa (2019), e Cynthia Erivo, da série The Outsider, produzida pela HBO.

Globo de Ouro
The Crown, Mank, O Gambito da Rainha e A Voz Suprema do Blues fazem parte da lista dos indicados ao Globo de Ouro 2021
Foto: Reprodução/Netflix

Apesar disso, a instrução da equipe do Globo de Ouro aos indicados é de que eles permaneçam em casa.

De acordo com a revista Variety, a produção do evento teria encaminhado um e-mail para todos os indicados pedindo que cada um ficasse em sua residência em nome das medidas de prevenção contra a Covid-19 e assegurando que todos seriam transmitidos e receberiam os prêmios caso vençam.

Essa recomendação pode ter sido criada para evitar ideias como a do elenco da série Schitt's Creek, que se reuniu em um local de eventos na cerimônia do Emmy. 

Neste ano, também por conta da pandemia, a Netflix e outros streamings lideraram as indicações para o prêmio, que laureia os melhores do cinema e da televisão.

Muitos filmes não puderam ser exibidos nos cinemas e estrearam diretamente no streaming, obrigando os críticos do formato a render-se ao on-demand.

*sob supervisão de Daniel Fernandes