Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    #CNNPop

    Atriz Maria Joana desabafa sobre nova cirurgia no seio; entenda condição

    Nas redes sociais, a atriz disse que teve um neuroma intercostal em 2019 e, neste ano, um abaulamento do sulco mamário

    A atriz Maria Joana
    A atriz Maria Joana Reprodução/Instagram

    Caroline Ferreiracolaboração para a CNN

    São Paulo

    Nesta quinta-feira (28), a atriz Maria Joana fez um longo desabafo nas redes sociais ao contar que precisou realizar uma nova cirurgia no seio esquerdo.

    Minunciosamente, a artista, de 37 anos, deu detalhes do ocorrido e o que motivou o procedimento. “[…] Em 2019, tive um neuroma intercostal no seio esquerdo”, iniciou.

    Segundo ela, o neuroma se trata de uma cicatriz dolorosa de um nervo, que pode ser causado por um trauma, como uma pancada ou atividade física mais intensa. Ao conversar com o médico e passar por vários tratamentos conservadores sem apresentar grande melhora ou diminuição significativa da dor, optaram pela cirurgia.

    “A evolução foi boa, a dor passou, então segui minha vida. Agora com mais cuidado e atenção. Digo isso, porque o neuroma não teve relação direta com a minha prótese. É preciso ressaltar isso. Mas vale lembrar a indicação do uso de top e sutiãs adequados nos momentos de exercício físico e/ou esforço de grande impacto”, acrescentou.

    Na sequência, Maria disse que neste ano, começou a sentir dor novamente no mesmo local. “Voltei ao médico, fiz vários exames de novo, comecei uma nova investigação e descobrimos que houve um “abaulamento do sulco mamário e uma pequena migração da prótese para baixo, porém foi o suficiente para pressionar o local do neuroma anterior, mesmo ele protegido na musculatura”, disse.

    “Ou seja, sente dor de novo… Vou confessar que quando soube que teria que operar, fiquei chateada. Em 2019, o neuroma, em 2021, quebrei a tíbia e agora 2023 outro problema. Dei aquela choradinha? Dei sim. Mas, foi o momento de fazer outro mergulho interno. Teria que parar minha vida e meu trabalho mais uma vez”, desabafou.

    Por fim, a atriz disse que rezou, meditou, uma vez que não é possível ter o controle de todas as coisas. “[…] Então fazer o quê? Ressignificar. Porque a gente que acredita em Deus e acredita que tudo tem um motivo e um propósito maior”.

    “[…] Que inspirem vocês também a se se escutarem e cada vez mais cuidarem desse bem tão precioso que é o nosso corpo”, encerrou ela.

    O que é?

    À CNN, o neurocirurgião Felipe Mendes, membro da Sociedade Brasileira de Neurocirurgia, explicou que o neuroma intercostal é uma resposta do organismo quando há algum tipo de insulto no nervo, quando ele é rompido, deslocado ou submetido a algum fator que pode levar a certo grau de perda da integridade desse nervo.

    “Dessa forma, no processo de regeneração e cicatrização ocorre uma reação, de certa forma, exagerada, que faz com que se forme uma modulação no trajeto do nervo e que, muitas vezes, pode ser bastante dolorosa, trazendo sofrimento ao paciente”, conta.

    Ainda segundo o especialista, a situação pode acontecer em qualquer nervo do corpo. “No nervos intercostais, esse processo pode ocorrer quando há algum acidente, trauma ou, ainda, quando alguém é submetido a algum tratamento cirúrgico, como, por exemplo, a reconstrução da mama ou implante de silicone”, acrescenta.

    Indicações de tratamento

    Felipe reforça que os neuromas devem ser tratados sempre que houver algum grau de dor que traga bastante sofrimento e interfira na qualidade de vida, prejudicando a realização de atividades do dia a dia.

    “Inicialmente, podem ser tentadas algumas alternativas como medicamentos para controle de dor ou, até mesmo, bloqueios anestésicos, porém, quando não há uma resposta satisfatória, é indicada a cirurgia, em que é identificada, durante o procedimento, onde se situa essa nodulação, ou seja, o neuroma”, diz.

    “Após isso, também são identificados os segmentos íntegros proximal e distal ao neuroma, realizando, a seguir, a liberação, corte e retirada do neuroma. As porções restantes do nervo são alojadas no músculo para evitar formação de um novo neuroma”, finaliza.

    Abaulamento do sulco mamário

    Sobre o abaulamento do sulco mamário, relatado pela atriz, o cirurgião plástico Fabio Nahas conta à CNN que trata-se de uma expressão utilizada para descrever a situação em que a prótese de silicone começa a se deslocar ou se mover de sua posição original, resultando em uma aparência sem harmonia. Vale dizer que o sulco mamário é linha onde o seio encontra o tórax.

    “O abaulamento pode ter ocorrido por excesso de elasticidade da pele ou até, eventualmente, pela cirurgia de correção do neuroma. Isso pode fazer com que a prótese se projete para a região inferior, resultando em um formato irregular ou desproporcional dos seios”, conta.

    Entre as possíveis causas para o diagnóstico, o especialista cita o próprio peso da prótese ao longo dos anos ou, ainda, uma incisão muito próxima à região desta prótese, que pode migrá-la de lugar. “Quando a prótese é colocada embaixo do músculo ou em pacientes que têm os tecidos mais frouxos, isso eventualmente também pode ocorrer”, ressalta.

    Conforme Fabio comenta, a correção do abaulamento é cirúrgica. “O procedimento costuma ser tranquilo, faz-se a incisão na região do sulco mamário e o reposicionamento da prótese, realizado com a própria cápsula”.

    Os cuidados necessários para evitar esse abaulamento são: repouso, evitar esforços no período determinado pelo médico e utilizar corretamente o sutiã específico para a cirurgia.