Putin é uma pessoa muito centrada em manter o Estado, diz Gunther Rudzit

Convidado do CNN Nosso Mundo, o professor de Relações Internacionais da ESPM comentou sobre a escalada da invasão russa na Ucrânia

Raphael Buenoda CNN

Em São Paulo

Ouvir notícia

CNN Nosso Mundo desta sexta-feira (4) entrevistou Gunther Rudzit, professor de Relações Internacionais da ESPM, para falar sobre a escalada da invasão russa na Ucrânia.

Segundo Rudzit, frente ao grande poder militar russo, o esperado era que o governo ucraniano não resistisse e se desestruturasse em meio à crise, o que não ocorreu até o momento.

“Os europeus esperavam que o governo ucraniano se desestruturasse em 48 horas. Quando isso não aconteceu, pelo contrário, os europeus falaram ‘opa, dá pra sustentar esse governo’”, afirmou.

Possibilidade de um conflito nuclear

Após o presidente Vladimir Putin colocar o arsenal nuclear russo em alerta, o medo de um conflito nuclear voltou a estar em pauta. O professor, porém, minimizou as chances de uma escalada nesse sentido.

“O Putin quer defender a sociedade russa, ir para uma guerra nuclear é perder tudo isso”, afirmou.

Rudzit ressaltou as consequências catastróficas de uma possível guerra nuclear.

“Tem as chamadas armas nucleares táticas, que são usadas em campo de batalha, que seriam o equivalente ao poder destrutivo do que as bombas de Hiroshima e Nagasaki tiveram. E tem as chamadas armas estratégicas, que poderiam destruir uma cidade como São Paulo. E destruir, destruir mesmo.”

CNN Nosso Mundo é exibido às sextas-feiras, a partir das 22h30.

CNN está no canal 577 nas operadoras Claro/Net, Sky e Vivo. Para outras operadoras, veja aqui como assistir à CNN. O programa também pode ser assistido ao vivo no site da CNN Brasil.

Mais Recentes da CNN