O que você precisa saber sobre a Copa América no Brasil

Torneio sul-americano começa no próximo domingo (13)

Gregory Prudenciano, da CNN, em São Paulo
11 de junho de 2021 às 06:49 | Atualizado 11 de junho de 2021 às 17:21
Logo da Copa América 2021
Logo da Copa América 2021
Foto: Divulgação/Conmebol

A Copa América 2021 começa oficialmente no próximo domingo (13), com o Brasil estreando contra a Venezuela no estádio Mané Garrincha, em Brasília, às 18h. Disputada por seleções de futebol de 10 países, o torneio deste ano chegou ao Brasil por caminhos tortuosos: originalmente, os países que iriam sediar o evento eram Argentina e Colômbia. 

No entanto, tomada por protestos de milhares de pessoas contra o governo do presidente Iván Duque, a Colômbia desistiu de sediar o evento esportivo no dia 20 de maio, a menos de um mês do início da competição. Com a notícia, a Argentina passou a ser a sede única da Copa América, mas 10 dias depois da desistência da Colômbia, foi a vez dos argentinos abrirem mão de sediar o evento, decisão creditada à alta taxa de infecção por Covid-19 no país. 

No dia seguinte à desistência da Argentina, a Conmebol ratificou: o Brasil foi escolhido para sediar a Copa América, ideia prontamente acolhida pelo governo federal e, nesta quinta-feira (10), confirmada pelo Supremo Tribunal Federal (STF)

Seleções que vão disputar a Copa América

As 10 seleções de Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela vão competir pela taça. As seleções estão organizadas em dois grupos: 

Grupo A

  • Argentina
  • Bolívia
  • Chile
  • Paraguai
  • Uruguai

Grupo B

  • Brasil
  • Colômbia
  • Equador
  • Peru
  • Venezuela

Na fase de grupos, cada seleção vai jogar quatro vezes, uma com cada integrante do seu próprio grupo. Ao final, quem somar menos pontos em cada grupo será desclassificado. Na sequência, as oito seleções classificadas para as quartas de final jogarão da seguinte forma: 

  • 1º do grupo B X 4º do grupo A
  • 2º do grupo B X 3º do grupo A
  • 1º do grupo A X 4º do grupo B
  • 2º do grupo A X 3º do grupo B

Os vencedores destes jogos, que acontecerão entre o dia 13 e o dia 28 de junho, irão para as semifinais, também em partidas únicas e que serão disputadas nos dias 2 e 3 de julho. Os perdedores das semifinais disputarão o terceiro lugar, em 9 de julho. Os vencedores farão a grande final do torneio, marcada para às 21 h do dia 10 de julho, um sábado.

 

 

Cidades-sede e estádios

As cidades-sede da Copa América 2021 serão Brasília, Goiânia, Cuiabá e Rio de Janeiro

Na capital brasileira, o estádio Mané Garrincha foi escolhido para receber os jogos, estádio que foi reformado para a Copa do Mundo de 2014. Em Goiânia, os jogos ocorrerão no Estádio Olímpico, inaugurado em 2016 depois que a estrutura original foi demolida em 2006. Em Cuiabá, a Arena Pantanal receberá os jogos, estádio que foi construído para também para a Copa do Mundo de 2014. No Rio de Janeiro, dois estádios receberão jogos: o Nilton Santos, conhecido como "Engenhão", e o Maracanã, que vai receber a final da Copa América, em 10 de julho. 

O anúncio de que o Brasil iria receber a Copa América gerou preocupação por conta da crise sanitária pela qual passa o país, que nesta quinta-feira superou a marca de 482 mil mortos pela Covid-19, tendo registrado mais de 88 mil casos da doença nas 24 horas anteriores. 

Por isso, as cidades-sede e a Conmebol reforçaram as medidas de prevenção ao coronavírus. 

Estádio do Maracanã
Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, receberá a final da Copa América, em 10 de julho
Foto: Tânia Rego/Agência Brasil

Protocolos de segurança

Em Brasília, os jogos ficarão sob as regras de um decreto do governo local que proíbe a presença de público em competições esportivas e determina a aferição diária da temperatura corporal de todas as pessoas que entrarem em locais de competição e treinamento e também obriga o uso de máscaras para arbitragem e atletas a todo momento, menos durante os jogos. 

Em Cuiabá, as medidas de restrição se assemelham às de Brasília. Além disso, a cidade pediu ao Ministério da Saúde o envio de 290 mil doses de vacinas de dose única ou 640 mil doses de vacinas de duas aplicações como contrapartida à realização da Copa América na cidade, mas o governo federal ainda não respondeu a esse pedido. 

No Rio de Janeiro, o público também não será permitido nos estádios, e somente atletas, comissões técnicas e de arbitragem, jornalistas e outros profissionais envolvidos nos jogos poderão entrar no Engenhão e no Maracanã. 

A prefeitura de Goiânia afirmou que estão vigência várias medidas para conter a propagação do coronavírus, com restrição de funcionamento de comércios e serviços, e que todas as unidades fiscalizadoras da cidade fazem ações de rotina e de surpresa para dispersar aglomerações e promover o cumprimento dos protocolos sanitários. 

Protocolos sanitários da Conmebol

A Conmebol também estabeleceu seus protocolos médicos e sanitários para a realização da Copa América, que se baseia no conceito de "bolha sanitária", isto é, testes de Covid-19 para todos os profissionais envolvidos na competição a cada 48 horas e protocolo rígido para evitar contato com pessoas não relacionadas aos jogos. 

Segundo os documentos, os jogadores e as comissões técnicas deverão ficar isoladas. Funcionários da Conmebol e juízes que precisem de deslocar entre as cidades-sede deverão ter suas viagens aprovadas antecipadamente pela entidade.