Arábia Saudita inicia campanha de vacinação contra Covid-19

Ministro da saúde do país, Tawfiq Al Rabiah, foi o primeiro a receber o imunizante da Pfizer

Mostafa Salem, da CNN, em Abu Dhabi
17 de dezembro de 2020 às 08:19
Ministro da saúde da Arábia, Tawfiq Al Rabiah, recebe dose da vacina da Pfizer
Ministro da saúde da Arábia, Tawfiq Al Rabiah, recebe dose da vacina da Pfizer
Foto: Reuters

O ministro da saúde da Arábia Saudita, Tawfiq Al Rabiah, recebeu uma dose da vacina contra a Covid-19, nesta quinta-feira (17), ao vivo na televisão estatal, dando início à campanha de imunização em massa do reino.

Os grupos de risco serão os primeiros na fila para a vacina, incluindo trabalhadores da linha de frente, aqueles com mais de 65 anos e pessoas com doenças crônicas pré-existentes.

Leia também:
Biden será vacinado na próxima semana; Pence na 6ª e Trump espera decisão médica
'Pequeno preço a pagar', diz consultor de Biden sobre reação alérgica à vacina
5 perguntas sobre vacinação contra Covid-19 que devem ser respondidas no Senado
Em memorando, ministério pede dados ao Butantan antes de acerto sobre vacina

O Ministério da Saúde do país anunciou que o esforço de vacinação seria realizado em três etapas, visando grupos específicos, e a vacinação seria gratuita para todos os cidadãos e residentes.

Na quarta-feira, 150 mil pessoas se inscreveram para tomar a vacina por meio de um aplicativo, segundo o Ministério da Saúde.

A Arábia é o quinto país mundial a iniciar a vacinação. Os outros que já iniciaram são: Rússia, Reino Unido, Estados Unidos e Canadá.

A Food and Drug Authority da Arábia Saudita aprovou o registro da vacina contra o coronavírus Pfizer/BioNTech em 10 de dezembro, de acordo com a agência estatal de notícias SPA. A previsão era que a vacinação fosse iniciada até sábado, 19. O primeiro carregamento das doses chegou ao país na tarde de quarta-feira (16).