É improvável que tropas britânicas entrem em combate na Ucrânia, diz ministra

Liz Truss, responsável pela pasta de Relações Exteriores, também afirmou que vai visitar a Ucrânia na semana que vem

25/01/2022REUTERS/Henry Nicholls
25/01/2022REUTERS/Henry Nicholls Henry Nicholls/Reuters

Alistair Smoutda Reuters

Ouvir notícia

É improvável que as tropas britânicas sejam destacadas para funções de combate na Ucrânia, afirmou a ministra de Relações Exteriores do Reino Unido, Liz Truss, no Parlamento na terça-feira (25).

Perguntada sobre a possível utilização de tropas para o combate, Truss disse: “É improvável que essas sejam as circunstâncias”.

Truss acrescentou que o Reino Unido estava trabalhando para se certificar de que a Ucrânia tenha armas defensivas e o treinamento necessário, assim como o apoio da comunidade internacional.

A ministra também afirmou que vai visitar a Ucrânia na semana que vem, enquanto reiterou um alerta à Rússia de que qualquer incursão de Moscou em território ucraniano aconteceria sob custos econômicos severos.

“Irei visitar a Ucrânia na semana que vem”, disse Truss ao Parlamento. “Uma nova incursão militar da Rússia na Ucrânia seria um erro estratégico gigantesco e provocaria um custo severo para a economia russa, incluindo sanções coordenadas”.

Mais Recentes da CNN