EUA avaliam que Putin foi mal informado por seus conselheiros sobre a guerra

Segundo um funcionário do Departamento de Estado americano, líder russo acreditou que "não encontraria resistência"

Presidente russo, Vladimir Putin
Presidente russo, Vladimir Putin 30/03/2022Sputnik/Mikhail Klimentyev/Kremlin via REUTERS

Jennifer Hanslerda CNN

Ouvir notícia

O governo dos Estados Unidos está “confiante” na avaliação de que o presidente russo, Vladimir Putin, foi mal informado por seus assessores sobre o desempenho de seus militares na Ucrânia, de acordo com um alto funcionário do Departamento de Estado americano.

Na quarta-feira (30), os EUA revelaram informações de inteligência mostrando que Putin foi mal informado por seus próprios conselheiros.

“Não há muito que podemos dizer sobre de onde essas informações são derivadas”, disse o funcionário, recusando-se a fornecer detalhes adicionais sobre a inteligência. Ele explicou que era necessário proteger fontes e métodos.

“Putin parece ter pensado que poderia entrar na Ucrânia, que suas forças não encontrariam resistência, que seriam recebidas calorosamente, que ele seria capaz de tomar Kiev em questão de 48 a 72 horas”, disse o funcionário.

“Cada elemento que ele parece ter acreditado está errado. Então, seus conselheiros não estavam lhe fornecendo toda a verdade ou ele não estava os ouvindo. Acho que vimos isso em todos os momentos até agora”, concluiu.

Em visita ao Marrocos, o secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, disse: “Um dos calcanhares de Aquiles das autocracias é que você não tem pessoas nesses sistemas que falam a verdade ao poder ou que têm a capacidade de falar a verdade ao poder. E acho que estamos vendo isso na Rússia”.

Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

versão original

Mais Recentes da CNN