Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Israel retira embaixadores da Irlanda e da Noruega

    Decisão do gabinete de Benjamin Netanyahu ocorre após anúncio de que os países europeus devem reconhecer Estado palestino

    Emily Roseda Reuters

    Jerusalém

    O Ministério das Relações Exteriores de Israel disse na quarta-feira (22) que ordenou a retirada imediata de seus embaixadores na Irlanda e na Noruega em resposta à decisão dessas nações de reconhecer formalmente o Estado palestino.

    O ministro das relações exteriores de Israel, Israel Katz, disse que a decisão de reconhecer o Estado palestino minou o direito de Israel à autodefesa e os esforços para devolver os 128 reféns detidos pelo Hamas em Gaza.

    “Israel não ficará em silêncio”, disse Katz. “Estamos determinados a alcançar os nossos objetivos: restaurar a segurança dos nossos cidadãos, a remoção do Hamas e o regresso dos reféns”.

    “Não existem objetivos mais justos do que estes”, disse Katz.

    Também nesta quarta-feira, o premiê espanhol, Pedro Sánchez afirmou que o conselho de ministros do país vai reconhecer o Estado independente palestino na próxima terça-feira, 28.

    Com a decisão de Irlanda, Noruega e Espanha, serão 146 dos 193 estados-membro da ONU que reconhecem o Estado Palestino.

    Logo depois dos anúncios, o Hamas, que detém o controle sobre a Faixa de Gaza, e a Autoridade Palestina, que governa a Cisjordânia e a partes de Jerusalém, agradeceram o reconhecimento.