Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    #CNNPop

    Johnny Depp diz que vai doar para Amazônia quase R$ 1 milhão de processo contra Amber Heard

    Ator também escolheu outras quatro diferentes instituições para receberem, cada uma, o valor de US$ 200 mil

    Johnny Depp escolheu cinco diferentes instituições para se beneficiarem do valor recebido no processo contra Amber Heard
    Johnny Depp escolheu cinco diferentes instituições para se beneficiarem do valor recebido no processo contra Amber Heard 27/05/2022 REUTERS/Evelyn Hockstein

    Yara Guerracolaboração para a CNN

    Após vencer o processo de difamação contra a sua ex-mulher Amber Heard, Johnny Depp decidiu doar o US$ 1 milhão (aproximadamente R$ 4,86 milhões) recebido para cinco instituições diferentes. As informações são do portal “TMZ”, que ouviu fontes de conhecimento direto sobre o caso.

    O valor será igualmente dividido entre as ONGs beneficiárias, que receberão, cada uma, um total de US$ 200 mil (aproximadamente R$ 960 mil). São elas: Make-A-Film Foundation, The Painted Turtle, Red Feather, Tetiaroa Society e Amazonia Fund Alliance.

    As instituições abordam causas que Depp acredita. Por exemplo, a Make-A-Film Foundation conecta crianças e adolescentes em sérias condições médicas a nomes importantes do cinema, ajudando-os a criarem um legado no universo dos filmes.

    Segundo a “TMZ”, o ator trabalhou com a instituição no ano passado na produção de um curta-metragem e, por isso, a escolheu como integrante de sua lista de favorecidos.

    Já a opção pela Painted Turtle e Tetiaroa Society teria sido uma homenagem aos ídolos de Depp – Paul Newman e Marlon Brando –, que foram fundamentais para a fundação e o sucesso das instituições ao longo dos anos. Com as doações, o astro de “Piratas do Caribe” deseja continuar esse legado.

    A Red Feather e Amazonia Fund Alliance ajudam comunidades indígenas a preservar o ambiente, a sua cultura e patrimônio.

    Relembre o caso

    Johnny Depp e Amber Heard começaram a namorar em 2012 e se casaram em 2015, permanecendo juntos por pouco mais de dois anos. A relação ganhou maior notoriedade após o seu fim, quando Heard protocolou um pedido de divórcio e medida protetiva contra o ex-marido e apareceu com machucados na bochecha. As imagens rapidamente levantaram discussões sobre violência doméstica.

    O tema foi endereçado em um artigo publicado em abril de 2018 pelo jornal britânico “The Sun”, em que o ator é descrito como “agressor de esposas”. Em resposta, Depp decidiu processar a companhia que publica o tabloide. O caso foi julgado em 2020 com Heard depondo a favor do jornal, e Depp perdeu a batalha.

    Mas a maior e mais espinhosa briga judicial entre as partes se iniciou em 2022, ocasionando o US$ 1 milhão destinado às instituições mencionadas anteriormente.

    Tudo começou quando Depp processou a ex-esposa por difamação devido a um artigo de opinião publicado no “The Washington Post”, no qual ela afirmava ter sido vítima de violência doméstica. Na época, a defesa do ator pedia não menos que US$ 50 milhões de indenização por danos morais.

    Heard, por sua vez, o processou de volta, acusando Depp e seus advogados de orquestrar uma campanha de difamação contra ela e afirmando que o processo movido por eles seria uma continuação do abuso e do assédio sofrido durante o seu casamento com o ator. Ela pediu o dobro exigido pelo ex-marido, US$ 100 milhões.

    A briga chegou ao seu capítulo final em dezembro de 2022, quando Heard anunciou no Instagram que decidiu fechar um acordo com Depp, responsabilizando-se a pagar US$ 1 milhão ao ator.

    Esse valor é uma redução significativa da pena inicialmente decretada pelo tribunal, que havia concedido a Depp US$ 10 milhões em danos compensatórios e US$ 5 milhões em danos punitivos, que foram depois reduzidos para US$ 350 mil devido aos limites estatutários. Já a Heard, o júri concedeu US$ 2 milhões por danos compensatórios.

    O acordo final fechou o valor em US$ 1 milhão a ser pago por Heard a Depp. Segundo as informações da “TMZ”, o montante será coberto pelo seguro da atriz.