Justiça do Equador assina pedido de extradição do ex-presidente Rafael Correa

Correa foi condenado em 2020 a oito anos de prisão pelo crime de suborno agravado no caso "suborno 2012-2016", que fez parte do processo relacionado à Odebrecht

Rafael Correa, ex-presidente do Equador, foi condenado por corrupção
Rafael Correa, ex-presidente do Equador, foi condenado por corrupção Foto: Marcello Casal Jr/ABr

Ana Maria Canizaresda Reuters

Ouvir notícia

O presidente do Tribunal Nacional de Justiça do Equador, Iván Saquicela, informou que assinou uma ordem para iniciar o processo de extradição do ex-presidente Rafael Correa da Bélgica, em entrevista à mídia local Teleamazonas, nesta sexta-feira (22).

Correa foi condenado em 2020 a oito anos de prisão pelo crime de suborno agravado no caso “suborno 2012-2016”, que fez parte do processo relacionado à Odebrecht.

Por sua vez, o ex-presidente Rafael Correa disse à CNN que a Bélgica lhe concedeu benefícios de imigração e enviou uma declaração de seus advogados na qual apontavam que ele é “perseguido politicamente”.

A CNN não conseguiu confirmar de forma independente essas medidas pelas autoridades belgas.

Este conteúdo foi criado originalmente em espanhol.

versão original

Mais Recentes da CNN