Militar transgênera se torna primeira oficial de órgão uniformizado dos EUA

Aos 63 anos, Rachel Levine prestou juramento e se tornou almirante de quatro estrelas, a classificação mais alta do cargo

Militar transgênero se torna primeira oficial do alto escalão de um órgão uniformizado dos dos EUA
Militar transgênero se torna primeira oficial do alto escalão de um órgão uniformizado dos dos EUA Reprodução / CNN

Da CNN

Em são Paulo

Ouvir notícia

A almirante Rachel Levine fez história ao se tornar a primeira transgênera oficial do alto escalão da Forças Comissionadas de Saúde Pública dos EUA.

Aos 63 anos, Levine prestou juramento e se tornou almirante de quatro estrelas, a classificação mais alta do cargo.

A corporação faz parte da parte das oito organizações uniformizadas dos Estados Unidos, que incluí o Exército, a Marinha e a Força Aérea. Apesar disso, a corporação não faz parte oficialmente das Forças Armadas norte-americanas, apesar de poder ser usada em zonas de combate através de ordens presidenciais.

Rachel Levine trabalha como secretária-assistente de Saúde no governo Joe Biden e foi indicada ao cargo pelo próprio presidente.

Ao assumir o posto, a almirante classificou o momento como histórico e agradeceu aos militares da comunidade LGBTQIA+.

Errata: Ao contrário do que informado anteriormente, as Forças Comissionadas de Saúde Pública dos EUA não fazem parte das Forças Armadas dos Estados Unidos. Apesar dela ser uniformizada e poder ser militarizada pelo presidente, ela não é oficialmente uma força militar. O texto foi corrigido.  

(Publicado por Evandro Furoni)

Mais Recentes da CNN