Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Morre Tom Moore, veterano britânico que arrecadou milhões contra a Covid-19

    Capitão aposentado do Exército ficou famoso ao cumprir promessa de dar cem voltas em seu jardim para arrecadar fundos para o serviços de saúde do Reino Unido

    Da CNN, em São Paulo



     

    O capitão Tom Moore, veterano britânico da Segunda Guerra Mundial que arrecadou milhões de libras para os trabalhadores dos serviços de saúde na linha de frente contra a Covid-19, morreu aos 100 anos, informou sua família nesta terça-feira (2).

    “É com grande tristeza que anunciamos a morte de nosso querido pai, o capitão Sir Tom Moore”, disseram suas filhas em um comunicado.

    Moore emocionou o Reino Unido no ano passado, durante o primeiro lockdown do país, ao caminhar por seu jardim com a ajuda de um andador para arrecadar 38,9 milhões de libras (equivalente a R$ 285 milhões) para o Serviço Nacional de Saúde (NHS, em inglês).

    Seu empenho espalhou alegria em meio às notícias ruins sobre a pandemia do coronavírus.

    “O último ano da vida de nosso pai foi nada menos do que notável. Ele foi rejuvenescido e experimentou coisas que sempre sonhou”, disseram suas filhas.

    “Embora tivesse estado em tantos corações por pouco tempo, ele foi um pai e avô incrível e permanecerá vivo em nossos corações para sempre.”

    Criado em Yorkshire, no norte da Inglaterra, Moore serviu na Índia, na Birmânia e na Sumatra durante a Segunda Guerra Mundial.

    “Lamento saber que o capitão Tom faleceu no hospital”, disse o ministro britânico da saúde, Matt Hancock, no Twitter. “Ele foi um grande herói britânico que mostrou o melhor do nosso país.” 

    Mensagem da rainha Elizabeth II

    A rainha Elizabeth II enviará uma mensagem particular de condolências à família do capitão Tom Moore, informou o Palácio de Buckingham.

    “Sua Majestade gostou muito de conhecer o capitão Sir Tom e sua família em Windsor no ano passado”, diz o comunicado do palácio.

    “Seus pensamentos, e os da família real, estão com eles, reconhecendo a inspiração que ele forneceu para toda a nação e outras pessoas em todo o mundo.”

    (Com informações da Reuters)