Putin decide se vacinar contra o novo coronavírus, diz Kremlin

Porta-voz do governo afirmou para emissora russa que o presidente aguarda a 'conclusão de todas as formalidades' para ser imunizado com a Sputnik V

Vladimir Putin, presidente da Rússia, será vacinado contra a Covid-19 com a vacina Sputnik V
Vladimir Putin, presidente da Rússia, será vacinado contra a Covid-19 com a vacina Sputnik V Foto: Reuters

Reuters

Ouvir notícia

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, receberá a vacina Sputnik V contra o novo coronavírus. A informação foi divulgada pelo porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, para um canal de TV estatal russo neste domingo (27).

“Ele disse que será vacinado, tomou essa decisão e está esperando até que todas as formalidades sejam concluídas”, disse o porta-voz ao canal de TV Rossiya 1. 

A Rússia lançou um programa de vacinação voluntária com a vacina Sputnik V, desenvolvida e fabricada no país, no início de dezembro, começando com os grupos mais vulneráveis em Moscou.

Pessoas com mais de 60 anos podem começar a se inscrever para receber o imunizante na segunda-feira (28), disse o prefeito de Moscou, Sergei Sobyanin, em seu site neste domingo (27), um dia depois que o ministério da saúde russo disse que a vacina foi aprovada para uso por idosos após um teste separado.

Assista e leia também:
Rússia aprova vacina Sputnik V para pessoas com mais de 60 anos
Putin assina lei para permitir que ex-presidentes se tornem senadores vitalícios
Rússia diz que vacina Sputnik V novamente apresentou eficácia de 91,4%

Putin, de 68 anos, disse antes que a vacina russa era eficaz e segura e que ele não via razão para não ser vacinado, pois estava esperando até que ela estivesse disponível.

Desde o início da pandemia do novo coronavírus na Rússia, Putin tem trabalhado principalmente remotamente, realizando reuniões por vídeo e viagens limitadas.

Ele disse em agosto que uma de suas filhas havia participado do ensaio clínico da vacina e se sentiu bem depois

Mais Recentes da CNN